Beba mais água! Importância, dicas e curiosidades!

Beber água pode parecer algo simples, mas os benefícios são maiores do que você imagina.

Tendo o conhecimento destes e adquirindo um hábito forte você está no caminho certo para ser uma pessoa mais saudável. Boa leitura!

Benefícios básicos da água

Auxilia no transporte de nutrientes, na eliminação de toxinas, evita constipação intestinal, melhora a pele, aumenta níveis de energia, melhora o humor, etc.

Indo mais a fundo: perda de peso

Muitas vezes comemos por acharmos que estamos com fome quando na verdade estamos com sede.

Portanto faça o seguinte: sempre que tiver fome beba um copo de água, se a fome continuar é um sinal de que realmente está com fome, se a fome passar é um sinal de que na verdade estava com sede.

Outra dica para reduzir o apetite e comer menos doces é beber água com limão antes.

A água também compõe os sucos digestivos do intestino e a própria saliva da boca, e logo auxilia no processo digestivo.

Algumas toxinas também são responsáveis por deixar o corpo inchado, e logo a eliminação delas, proporcionado pela ingestão de água, ajuda no emagrecimento.

É importante lembrar que para emagrecer não basta beber água, mas também ter uma dieta saudável e adequada.

Mais concentração

Quando o cérebro está hidratado, os pensamentos ficam mais claros, o foco melhora e os neurônios agem de uma forma melhor.

Sono melhor

Os neurotransmissores responsáveis pelo sono, como melatonina e serotonina, são produzidos no intestino.

Calcule a quantidade de água que você deve beber diariamente

Existe uma quantidade ideal de água a ser tomada por dia.

Esta pode ser calculada com base no seu peso: 35 x seu peso = quantidade em ml a ser ingerida diariamente. Por exemplo, se você pesa 70kg, multiplicando 70 x 35 = 2.450 ml por dia.

Além deste cálculo, outros fatores que influenciam na quantidade de água ideal a ser ingerida são: uso de medicamentos, atividades físicas e clima do ambiente (todos estes fatores podem causar transpiração).

Cuidado para não exagerar! Ingerir água em excesso tem consequências negativas para o organismo.

Como beber água com frequência?

Tenha sempre uma garrafa cheia por perto.

No trabalho, por exemplo, levantar diversas vezes para ir beber água pode atrapalhar a sua produtividade, além do risco maior de acabar esquecendo.

Dependendo do seu paladar, você pode adicionar um sabor extra à água, misturando ela com cascas de maçã, gotas de limão siciliano, manjericão, hortelã ou morango fatiado.

Além disso, você pode adicionar estes mesmos itens na água com gás. Dessa forma você tem uma bebida que imita os refrigerantes porém muito mais saudável!

Aplicativo Aqualert: você começa informando sua idade, peso, altura, nível de atividade e a partir daí o app sugere uma quantidade de água ideal para você ingerir por dia. Você pode criar metas e escrever lembretes para se manter motivado. Seu gráfico é bem colorido e convidativo.

Aplicativo Waterlogged: é bem simples e fácil de usar. É possível criar objetivos diários, tem gráficos do seu consumo ao longo dos dias, armazena hora, quantidade e localização do seu consumo. Porém, para ativar lembretes é necessário baixar a versão paga.

Aplicativo Hydro: funciona basicamente igual aos anteriores, uma das diferenças é que você pode dizer como está o clima e se irá fazer atividades físicas no dia.

Existe um pH ideal?

Existem aquelas garrafinhas que possuem o pH mais ácido (menor que 7) e aquelas que possuem pH mais alcalino (maior que 7).

A verdade é que se você vai apenas comprar uma garrafinha, tanto uma quanto outra não causará nenhuma consequência muito grande.

Porém, se você está pensando no seu consumo de água diário, aí sim é importante fazer a escolha certa.

Beber água com o pH muito ácido pode ser contra indicado para quem sofre de gastrite.

Já um pH muito alcalino pode prejudicar a digestão pois o nosso intestino é mais ácido por natureza. Logo, opte sempre pelo pH mais neutro (perto de 7).

Natural ou fria?

A água fria pode ser uma boa opção nos dias quentes, regulando a temperatura do corpo, além de causar uma maior sensação de saciedade.

Mas o contrário também pode acontecer, esfriando demais o corpo e exigindo que este consuma sua energia para aquecê-la.

Outro lado negativo é que a água fria tem o efeito de solidificar a gordura do alimento (o que dificulta a digestão), afeta o sistema respiratório negativamente (podendo causar inflamações na garganta) e estreita os vasos sanguíneos prejudicando a circulação do sangue.

A água natural tem o efeito dilatador dos vasos sanguíneos, o que é um benefício ao contrário do efeito de estreitamento causado pela água gelada.

Qual é a melhor água?

Água não é tudo igual. O site MyBest-Brazil elegeu a marca Minalba como a melhor marca brasileira. Ela é feita em Campos do Jordão-SP e tem um pH ideal para consumo em altas quantidades.

Dentre as internacionais, a francesa Evian foi eleita a melhor de todas.

Ela é originada pela chuva e neve nos alpes e passa por um processo de filtração natural que dura 15 anos pelas rochas e areias glaciais. Não há influência humana até o momento de ser engarrafada!

Goles maiores ou menores?

Ingerir grandes quantidades de água de uma vez ocasiona a perda do líquido pela urina, portanto, o ideal é beber goles menores de pouco em pouco tempo. O uso de um canudinho de papel pode ajudar neste hábito.

A cor da urina é um indicador de hidratação?

Em primeiro lugar, a urina é uma forma do organismo eliminar substâncias indesejadas. E o fato de beber muita água é importante pois ajuda a diluir estas toxinas.

Se você é uma pessoa que se hidrata corretamente, sua urina deve ser clara, sem cheiro e sem espuma. Mas claro demais pode ser um sinal de excesso de água, portanto a cor ideal é amarelo claro.

E ao contrário, se a urina for escura, pode ser um indicador de desidratação – dentre outros motivos como alimentos específicos e medicamentos.

Beber em jejum

A ideia aqui basicamente é que quando dormimos ficamos muito tempo sem beber água e ao acordar necessitamos dessa hidratação.

Beber dois copos de água ao acordar tem diversos benefícios: fortalece o sistema imunológico, elimina toxinas retidas, ativa os órgãos (como rins e intestino) para que comecem a funcionar, limpa o trato intestinal (melhorando a absorção dos nutrientes) e de uma forma geral ativa em 25% o metabolismo.

O aumento do metabolismo pode inclusive emagrecer devido ao gasto de calorias.

Isso acontece pois a água é um solvente que possibilita diversas reações químicas vitais do organismo.

E se você é uma daquelas pessoas que tem muita preguiça e dificuldade para acordar, saiba que beber água em jejum faz o cérebro aumentar os níveis de atenção e ficar em estado de alerta.

E é mais saudável do que tomar café pela manhã!

Beber durante a refeição

Este hábito deve ser evitado porque faz com que o alimento desça rápido pelo nosso sistema digestório sem que passe pelas etapas importantes, dilui os sucos gástricos e piora a absorção de nutrientes.

Outra consequência negativa é que o líquido distende a parede estomacal, dando a falsa sensação ao cérebro de que o estômago está vazio e assim gera a sensação de fome.

Há quem diga que ingerir líquidos auxilia na deglutição, mas a melhor dica é trocar o líquido por uma boa mastigação.

A boa mastigação também possibilita que a pessoa beba até 200ml, à temperatura ambiente, durante a refeição.

Se você ainda quiser optar pelos líquidos, tome meia hora antes ou uma hora após a refeição.

Confira no rótulo

Sódio: é o principal componente do sal e o excesso é prejudicial. Acima de 200mg pode causar pressão alta. Nossa alimentação diária já fornece mais do que o necessário.

Flúor/fluoreto: combate as cáries, mas em concentrações acima de 1g por litro pode causar manchas nos dentes.

Nitrato: o máximo é 50mg por litro. Mais do que isso é um sinal de que a água pode estar contaminada.

Cálcio e magnésio: as concentrações costumam ser tão pequenas que não impactam nossa saúde.

Por que optar por produtores locais?

Nos transportes de caminhão mais longos, as garrafas transportadas podem pegar sol e o aquecimento gera a liberação de substâncias tóxicas. As águas produzidas localmente também possuem menos aditivos.

Você é novo por aqui?

Seja bem-vindo ao nosso blog!

Somos uma empresa de coleta e compostagem de resíduos orgânicos em que transformamos lixo em fonte de vida!

Trabalhamos com um esquema de assinaturas em que o cliente recebe um baldinho para separar seus resíduos e passamos de bicicleta em sua casa para coletar. Uma vez por mês você ganha diversas recompensas como o nosso super composto orgânico produzido a partir dos resíduos!

Agradecimento

Este texto foi feito com o suporte da nutricionista Fernanda Dias (@fernandadias.nutricionista).

Referências

saude.abril.com.br/alimentacao/em-busca-da-melhor-agua/

vitacheckup.com.br/2019/11/conheca-os-beneficios-da-agua-para-a-sua-saude/

tuasaude.com/beneficios-de-beber-agua/

blog.amorsaude.com.br/beber-agua/

vigilantesdopeso.com.br/br/artigos/14-beneficios-beber-agua

uol.com.br/vivabem/listas/o-que-acontece-com-o-corpo-quando-passamos-a-beber-8-copos-dagua-por-dia.htm

magg.sapo.pt/vida-saudavel/alimentacao/artigos/nao-beba-agua-gelada-oito-dicas-para-saber-quando-e-como-beber-agua

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*