Minimalismo: siga esses passos e viva de forma mais simples

Que tal  esquecer o consumo compulsório movido por questões psicológicas e imposto pelo marketing das grandes empresas? Não se trata de parar de consumir! Fazendo escolhas mais conscientes você tem mais liberdade, foco, energia e passa a dar um maior significado às coisas que tem. Trata-se de uma reflexão  sobre seus hábitos de  consumo, objetivando buscar uma vida mais simples nos mais diversos aspectos. É hora de ressignificar!

Guarda roupa: defina seu estilo 

Quantas peças você já comprou ou ganhou e quase nunca usou? Tenha em mente o seu estilo de vestir e compre apenas o que você tem certeza que combina com você e que vai usar diversas vezes. Você também pode dar uma geral no guarda roupa mantendo o que realmente gosta, mantendo provisoriamente aquilo que não tem certeza se vai usar muito (e reavaliar após alguns meses) e finalmente doando ou vendendo aquilo que não costuma usar. Pergunte a si mesmo: essa roupa me traz conforto e bem estar?

Tenha cuidado para não aderir os valores da fast fashion que lançam novas modas praticamente toda semana fazendo você achar que as roupas que tem atualmente são “bregas” e fora de moda. Seja um adepto ao slow fashion!

Fuja dos anúncios

Pode parecer uma tarefa difícil diante de tantos anúncios que nos bombardeiam diariamente. A primeira dica aqui é a seguinte: dê unsubscribe nos e-mails que você recebe mas não tem necessidade de consumir o que é oferecido. Outra dica interessante é uma forma de ficar livre de anúncios no YouTube sem assinar o YouTube Premium (versão paga que não tem anúncios). Basta adicionar um “ponto”na URL e pronto, nada de anúncios. Por exemplo:

  • URL normal: https://www.youtube.com/watch?v=2O4K_tmZs1A

  • URL alterada: https://www.youtube.com./watch?v=2O4K_tmZs1A

Menos celular

Se você quase não usa o Facebook ou quer diminuir de usar, delete o aplicativo do seu celular e use apenas no computador quando estiver em casa. Ah, as notificações, é claro. Desative o máximo de aplicativos e separe alguns momentos do dia para verificar. Você vai perceber que muitas mensagens não exigem que você responda na mesma hora, ou seja, não são urgentes e podem esperar um pouco para serem respondidas.

Muita coisa no banheiro

Pra que diversos tipos de shampoo, escovas de dente, cremes dentais, pentes e toalhas?

Dê mais valor ao seu dinheiro e ao meio ambiente

Adivinha o que acontece quando consumimos menos? Economizamos dinheiro e damos mais valor ou nosso árduo trabalho! Ao adotar o minimalismo, você acaba usando os objetos por mais tempo e descartando menos, o que faz muito bem ao meio ambiente.

Mude sua alimentação

Que tal conhecer o produtor do alimento que você consome? Outra idéia minimalista fantástica é cozinhar as próprias refeições! Você verá que sua relação com o alimento vai ser bem mais interessante. Mas, e se você não sabe cozinhar? Comece buscando tutoriais no Youtube (são muitos!).

Faça uma “limpa” em casa

Pra que você guarda centenas de dvds e cds sendo que só ouve música no celular e filmes na Netflix? Esses ítens apenas acumulam poeira e necessitam de mais limpeza. E aquelas gavetas cheias de cadernos antigos, cartas antigas e folhas de rascunho? Só de ver as gavetas vazias isso já vai te dar uma boa sensação. Além do mais você pode escanear e salvar no computador todos os documentos que achar necessário, já existem até aplicativos de celular que fazem isso.

Valorize os processos

Na vida atual somos acostumados a ver as coisas prontas, como comidas e roupas. Que tal vivenciar o processo fazendo sua própria comida e roupas?

Meditação, super simples!

A nossa super dica aqui é a meditação transcendental! Por meio de uma técnica muito simples você entra em um estado de total consciência das coisas ao seu redor e deixando de lado os pensamentos. É uma das práticas que mais descansam a mente, geram felicidade e bem estar. Dedique vinte minutos de manhã e de tarde e você não vai querer mais parar.

Agradeça e valorize tudo o que tem

Valorize não apenas os bens que você tem, mas também as pessoas ao seu redor, suas conquistas, seu trabalho e sua saúde… Não se esqueça de valorizar as coisas simples como um banho quente, o aroma do café, o sol batendo na pele, o sabor de uma fruta, etc. Os animais de estimação nos ensinam isso diariamente: dão muito muito valor ao alimento, ao passeio com o dono e à nossa simples companhia…

Menos objetos, mais experiências

Por exemplo, você pode gastar o seu dinheiro indo a um show de rock, fazendo uma viagem ou até mesmo com chocolates!

Priorize qualidade

Para compensar a redução da quantidade de ítens que consome, na hora de adquirir um produto, dê importância a qualidade dele, pois caso não seja boa ele pode estragar e você terá que comprar novamente o mesmo objeto.

O minimalismo é relativo

O que é essencial para uma pessoa é diferente para outra. Se você gosta muito de cozinhar, por exemplo, o essencial pode ser ter diversos talheres e panelas da melhor qualidade. Para quem não tem esse hábito, apenas alguns ítens já são suficientes. Também não há nada de errado em sonhar, por exemplo, com uma bela casa, um bom carro e roupas legais. Afinal de contas cada um sabe o que é felicidade para si.

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*