O que acontece se a temperatura do oceano aumentar 1°C?

Uma das principais consequências do aquecimento global é o aumento da temperatura dos oceanos. Na história do planeta, já houve tempos em que esse aquecimento era causado por processos naturais, mas tudo indica, que, desta vez, está sendo causado pelo homem.

Cerca de 93% do calor retido pelos gases estufa fica no mar, e como os oceanos representam 70% da superfície do planeta, é de se esperar que eles exerçam grande influencia sobre o clima terrestre.

Segundo especialistas, 2018 foi o ano mais quente dos oceanos já registrado!

Tudo indica que até o final do século, a temperatura dos oceanos vai subir 0,78 graus celsius. Pode parecer pouco, mas se você parar pra pensar no tamanho do oceano e o quanto de calor é necessário para esquentá-lo por inteiro 1°C, você verá que é muita coisa. Mais precisamente, isso significa um aumento de 30cm (somados ao aumento causado pelo degelo das calotas polares).

A água possui um alto calor específico, ou seja, o aquecimento da água é um processo lento. Isto significa que o aquecimento dos oceanos também é lento e, logo, há tempo suficiente para revertermos essa situação. Por outro lado, o resfriamento também é lento, e se demorarmos muito, pode ficar difícil reverter o quadro.

Mas afinal, o que pode acontecer se a temeperatura aumentar 1°C?

Uma das principais consequências é o degelo das calotas polares e, consequentemente, o aumento do nível do mar. Acontece um efeito chamado expansão térmica, que consiste na expansão do volume dos corpos aquecidos. E por sinal, algumas ilhas no Oceano Pacífico podem inclusive ficar submersas.

Também há mudança no pH da água. O oceano é básico, mas com o aquecimento, ele fica mais ácido. Isso acarreta diminuição da biodiversidade, ameaçando várias espécies e prejudicando atividades pesqueiras humanas. Além disso a acidez diminui a capacidade do oceano de reter CO2.

Os padrões de circulação dos oceanos é alterado. A forma como os oceanos distribuem calor para os países se modifica e há alteração no clima destas regiões. No fim, algumas áreas ficam mais quentes e outras mais frias. Não se sabe ainda quais áreas do planeta terão os climas mais alterados, mas o que se sabe é que haverá mudanças.

A maior parte das trocas de água entre a terra e a atmosfera acontece sobre os oceanos (logo, este é fundamental na definição do clima terrestre). A evaporação se intensifica e o ar fica mais úmido, o que aumenta o retorno da água para a terra sobre forma de chuva. A consequências são chuvas muito intensas e eventos extremos como tufões e furacões.

Mais de 14 milhões de pessoas no mundo ganham a vida por meio da atividade pesqueira, e mais de 3 trilhões de dólares circulam anualmente na economia mundial vindos de produtos marítimos. Isso significa que o aquecimento dos oceanos terá fortes impactos econômicos, políticos e culturais.

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 25 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!