PRINCIPAIS PROBLEMAS DO LIXO ORGÂNICO IR PARA O ATERRO

“Mas afinal meu lixo orgânico não vai se decompor no aterro?”

Nós aqui do Ciclo Orgânico ouvimos muuuito essa pergunta. Nesse post, quero explicar porque o descarte do lixo orgânico urbano é um problema extremamente sério e porque devemos pensar urgentemente em alternativas para resolvê-lo!!

Você sabia que mais de 50% do lixo que produzimos e que vai para os aterros sanitários é orgânico? Imagina esse volume individual multiplicado pela quantidade de pessoas que moram no seu prédio, no seu condomínio, na sua rua, no seu bairro e numa cidade imensa como o Rio e Janeiro?!? Sim, esse volume é gigantesco Sua decomposição não acontece naturalmente e ainda causa diversos problemas. Cito esses problemas a seguir, mas calma! Não se desespere.. (spoiler alert: o Ciclo Orgânico é uma realidade e já diminuiu mais de 71 toneladas dos aterros 😉)

O primeiro e mais óbvio problema do lixo orgânico ser mandado diretamente para aterros sanitários ou lixões é que ele atrai animais vetores de doenças. Alguns muito horripilantes como ratos e baratas e outros com os quais estamos mais acostumados como moscas, pombos e urubus, mas todos eles transmissores de doenças. Atraí-los para os lixões e alimentá-los ameaça a nossa saúde! De lá eles voltam para as cidades e trazem doenças.

Além disso, alimentos orgânicos possuem muito líquido e quando amontoados nos lixões esses líquidos escorrem, carregam outros efluentes e dão origem ao chorume. Logo, um segundo problema de descartar os resíduos orgânicos nos aterros é misturá-lo com o lixo comum, como produtos de limpeza e eletrônicos. O chorume gerado absorve metais pesados, se torna altamente tóxico (20 vezes mais prejudicial para a natureza do que o esgoto doméstico!) e polui o solo ou qualquer tipo de trecho de água que estiver no seu caminho.

Por fim, um terceiro problema é que no seu processo de decomposição dentro dos aterros, a matéria orgânica passa por dois estágios: um aeróbio e outro anaeróbio. O gás carbônico e o metano são os principais gases provenientes desse segundo estágio, sendo o CH4, um dos gases mais poluentes da atmosfera e intensificadores do efeito estufa.

Sim, essa situação é completamente insustentável e não é comum termos a informação e a consciência de que ela existe. Mas felizmente temos uma solução! 😝 O Ciclo Orgânico atua justamente para transformar esse ciclo! Quando você se torna assinante, recolhemos semanalmente o seu lixo orgânico, os levamos de bicicleta pro pátio de compostagem mais próximo da sua casa e lá realizamos todo o processo de compostagem, transformando o material coletado num composto orgânico de alta qualidade.

Por ser um processo de decomposição local e controlado, a compostagem do seu resíduo evita que ele se acumule nos lixões, reduzindo a proliferação de doenças, a poluição do solo e de trechos fluviais e a contaminação da atmosfera. E ao final desse processo ainda gera como resultado um adubo orgânico rico em nutrientes e fonte de vida. Até agora já compostamos e retiramos dos aterros mais de 71 toneladas de lixo orgânico, evitamos a emissão de mais de 50 toneladas de CO2 na atmosfera, produzimos mais de 40 toneladas de composto orgânico. E continuamos contando 😉

O descarte do lixo orgânico deve ser repensado e o Ciclo é uma alternativa simples e completa nesse sentido. Vamos juntos!! #FecheOCiclo

 

Autor:
Lucas Chiabi
Sobre:
Lucas Chiabi, de 25 anos. Mineiro de Belo Horizonte, o estudante de Engenharia Ambiental da UFRJ queria ser lixeiro quando criança. Hoje, está à frente da Ciclo Orgânico, a primeira empresa do Brasil de coleta com bicicletas e compostagem de resíduo orgânico residencial. O empreendimento atende mais de 400 residências em 16 bairros: Leblon, Ipanema, Copacabana, Leme, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico, Gávea, Lagoa, Urca, Flamengo, Laranjeiras, Cosme Velho, Catete, Glória e Centro.
Mais artigos de: Lucas Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!