Saiba tudo sobre Greenwashing

Resultado de imagem para greenwashing

No mundo atual, há uma grande preocupação com o meio ambiente e  muitas medidas sustentáveis sendo adotadas. Fazendo proveito deste cenário, muitas empresas realizam propagandas enganosas, afirmando ter produtos ecologicamente corretos (para serem aceitos e adquiridos pelas pessoas) quando na verdade não são. O nome disso é greenwashing.

A adoção dessas medidas serve para vender falsa sustentabilidade e para esconder ações que agridem o meio ambiente.

Comumente são usados termos como ecologicamente correto, protegendo a natureza, amigo do planeta, cuidando do meio ambiente etc. Esses termos costumam vir escritos nas embalagens.

O greenwashing é praticado não apenas por empresas, mas também pelo governo. Em época de eleições, muitos candidatos prometem uma cidade mais sustentável, mas quando são eleitos nada é feito.

  • Um bom exemplo de greenwashing é o caso dos desodorantes que colocam em seus rótulos “não contém CFC”. Porém, o CFC é proibido no Brasil desde 2007.
  • Também há o caso de hotéis que dizem não trocar as toalhas de banho todos os dias para economizar água, quando na verdade, no back office, pouco fazem para poupar água e energia.
  • Guardanapos de papel vendidos nos mercados: alegam ser 100% fibras naturais, o que já é comum a este tipo de produto, ou seja, não é um diferencial. Mesmo que fossem, não apresentam benefícios nenhum ao meio ambiente.

Muitas empresas alegam que seus produtos não contém químicos prejudiciais ao meio ambiente mas não dizem o quanto de água gastam em sua produção, além da poluir o ar, as águas e o quanto usam fontes de energia não renováveis.

O greenwashing, quando identificado, pode acarretar desde uma advertência formal até a suspensão de uma campanha publicitária. Quando identificado pelos consumidores, acarreta em perda de credibilidade. O CONAR não é autorizado a aplicar multas, porém cabe a justiça julgar cada caso.

Mas como descobrir se uma empresa pratica greenwashing?

Uma maneira é entrar no site da marca e conferir as sessões “Sobre nós” e “Nossa missão”. Você também pode mandar um e-mail dizendo que busca maiores informações sobre o que está escrito no rótulo do produto, por exemplo. As empresas costumam responder, mas se te ignorarem, isto é um indício que estão praticando greenwashing.

Você já teve problema com alguma marca que lhe gerou “greenwashing”? Compartilhe conosco a sua experiência, e ajude outras pessoas evitarem passar por isso! 🙂

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 25 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!