Você sabia que somos campeões mundiais em agrotóxicos?

Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil

Muitos agrotóxicos são proibidos no mundo inteiro mas permitidos no Brasil. Cerca de 70% dos nossos alimentos estão contaminados por eles. Mas afinal, o que são agrotóxicos?

Sua função básica é combater pragas, e, consequentemente, aumentar a produtividade. Existem de vários tipos, eles combatem fungos, insetos, roedores e ácaros.

Porém, os agrotóxicos tem impactos tanto na saúde de quem trabalha em plantações como na de quem consome alimentos contaminados.

Algumas doenças causadas por eles são: problemas na produção de hormônios sexuais, infertilidade, malformação fetal, câncer de diversos tipos, doença de Parkinson e outras doenças. Nosso organismo não tem a capacidade de eliminar os agrotóxicos, eles acabam se acumulando no corpo.

Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil

Os agrotóxicos foram responsáveis por 63% dos 58 milhões de óbitos declarados no mundo em 2008. Eles também são responsáveis por 50% das doenças no mundo. No Brasil cada pessoa consome em média 7,3 litros de agrotóxicos. Por aqui também o uso deste químico cresceu 115% entre 2002 e 2010!

Além de danificar os seres humanos, os agrotóxicos contaminam os solos, lençóis freáticos, rios e inclusive o ar. No caso dos rios, os humanos são afetados quando consomem peixes contaminados.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Mato Grosso constatou que há agrotóxicos até no leite materno.

Por outro lado, alguns dizem que sem a utilização destes químicos não seria possível suprir as necessidades de alimentos da população brasileira. A população mundial cresce diariamente (atualmente há 7,1 bilhões de pessoas, mas em 2100 teremos 11 bilhões!) e consequentemente, a demanda de alimentos também é crescente.

Soluções possíveis para a redução de consumo dos agrotóxicos

 

  • Consumir apenas alimentos orgânicos (pois estes não envolvem agrotóxicos em sua produção, apenas inseticidas orgânicos), pressionar o governo por mudanças, e além disso, aqui vão algumas dicas interessantes para reduzir a quantidade dos químicos em alguns alimentos:
  • Alface, batata, maçã e morango: Deixar de molho por 30 minutos numa solução de bicarbonato de sódio e suco de limão, pois existe uma possibilidade de alguns agrotóxicos se desestabilizarem em pH ácido. Depois precisam ser lavados em água corrente. No caso da batata, é indicado também descascá-la
  • Tomate, berinjela e pepino: Escolher os mais franzinos e mais maduros, pois com o passar do tempo os venenos vão se dissipando. Evitar consumo diário.

 

  • Cenoura e beterraba: Lavar com uma escova macia e limpar bem qualquer resíduo de terra.

Nos últimos cinco anos o consumo de orgânicos triplicou no país e o número de consumidores fica atrás apenas dos Estados Unidos.

Algumas curiosidades

Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil

 

  • Em 2500a.c. os sumérios já usavam enxofre no combate a insetos; em 400a.c. flores secas eram usadas para combater piolhos; os agrotóxicos foram utilizados na Segunda Guerra Mundial pelos soldados para combater doenças causadas por insetos, como a malária, por exemplo.
  • A modernização agrícola, chamada Revolução Verde, começou na década de 1940.Foi aí que começou o desenvolvimento de sementes, fertilizantes, agrotóxicos e a criação de maquinário avançado. O objetivo principal era aumentar a produtividade.

De fato, essas medidas aumentaram a produtividade, mas apenas dos grandes produtores. Muitos pequenos produtores não conseguiram acompanhar este desenvolvimento e falharam diante da concorrência.

Além do mais…

Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil
Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil
Resultado de imagem para agrotoxicos no brasil
Fonte: Diário Catarinense

Preocupante, não? Já está na hora de mudarmos os nossos hábitos em relação aos alimentos que consumimos e na consciência de uma alimentação à base de comida de verdade.

Evite alimentos com veneno, plante, faça escolhas melhores e seja mais saudável e feliz! 🙂

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 25 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

1 Comment

  1. Além dessas dicas maravilhosas, pensar em uma mudança na forma do cultivo é essencial. Então, ao invés de uma monocultura, pensar em alternativas agroecológicas e biodiversas, respeitando e aprendendo com a própria forma que a natureza funciona, é um ótimo começo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!