Saiba a importância da reciclagem de papel

Impactos

Para a fabricação de uma tonelada de papel são necessários: 2 toneladas de madeira, 15 árvores, 44 a 100 mil litros de água e 5,6 a 7 mil KW de energia.

E será que a maioria dos usos do papel realmente são necessários? Já parou para pensar na quantidade de notas fiscais emitidas por segundo em todo o mundo?

Além disso, são usados aditivos químicos para o embranquecimento das folhas de papel e quando não são reciclados acabam parando em lixões e aterros (estima-se que 12% do que vai para os lixões são papéis). Por outro lado, o papel é um material biodegradável e neste texto verá que possui grande potencial para ser reciclado.

Com o uso dos computadores, muitos cientistas acreditavam que o consumo do papel iria decair ao longo dos últimos anos, mas isso não aconteceu e se tornou um grande problema ambiental.

Por que reciclar?

A boa notícia é que por meio da reciclagem é possível economizar até 80% de energia e usar apenas 2 mil litros de água. Sem falar, é claro, na redução do corte de árvores. Ou seja, ao optar pelo papel reciclado estamos economizando recursos naturais do planeta.

Os papéis reciclados podem se transformar em caixas de ovo, jornais, caixas de papelão, sacolas, etc.

Outro ponto importante dessa reciclagem é que gera renda para milhares de pessoas em cooperativas (aproximadamente 29 mil pessoas no Brasil). Inclusive a reciclagem de papel emprega 5 vezes mais pessoas do que a produção de papel convencional, isto ocorre devido a existência dos diversos processos como coleta, triagem e separação de materiais.

O ponto negativo é o alto preço do papel reciclado como produto final. Isso acontece devido a falta de uma logística eficiente e coleta seletiva para embasar todo o processo de reciclagem, além da falta de estímulo ao consumo consciente das pessoas por parte das empresas, governo e da própria população.

O preço do papel reciclado geralmente chega a ser o dobro do papel fabricado de maneira convencional. Na Europa, devido a eficiência do processo seletivo, o papel reciclado chega a custar mais barato do que o convencional.

Se você quiser contribuir para a queda do preço do papel reciclado, umas das atitudes é separar os papéis dos restantes dos resíduos, pois assim facilita o processo de limpeza e separação feito pelas empresas, duas etapas que encarecem o produto final.

O uso do papel reciclado pode valer uma nota melhor no trabalho da escola, uma vantagem no currículo ou apresentação de um trabalho.

No Brasil

No país, 37% dos papéis são enviados para reciclagem. A reciclagem de papel perde apenas para a de alumínio no Brasil.

O mercado de papel e celulose brasileiro é responsável por 1% do PIB do país.

Além de abastecer o mercado interno, o país exporta 67% de sua produção para outros países da América Latina, Europa e América do Norte.

Um dos dados mais recentes, referente ao ano de 2017, é o de que foram produzidas no país 10,5 milhões de toneladas de papel.

Sobre a reciclagem

Existem dois tipos de papel a serem reciclados. As aparas pré-consumo (recolhidas pelas próprias fábricas antes que o material passe ao mercado consumidor) e as aparas pós-consumo (depois das folhas serem usadas são recolhidas pelos catadores).

O processo de reciclagem depende do tipo do papel a ser reciclado bem como do que será produzido com o material obtido.

O papel reciclado tem praticamente todas as características do papel comum, variando principalmente a cor do produto final.

Quanto mais vezes o papel é reciclado, menores são as suas fibras, o que gera um produto de menor qualidade. Estima-se que o papel pode ser reciclado até seis vezes.

A maioria dos tipos de papel são recicláveis, alguns que não são: papel higiênico usado, guardanapos engordurados e adesivos.

Reciclagem caseira

Apesar de ser realizada em pequena escala, é uma atividade artística e social. O papel artesanal também ajuda a disseminar a cultura da reciclagem.

Extração de matéria-prima

A extração de celulose para confecção do papel tem duas fontes principais:

Pinheiros: por demorar mais para crescer, possui fibras mais longas (o que gera um papel de maior resistência, como embalagens, do que as fontes de fibras curtas) e baixo custo de produção.

Eucalipto: esta espécie possui crescimento bastante rápido. As suas fibras curtas são ideais para a produção de papel branco para imprimir e escrever e também papéis com fins sanitários pois este tipo de papel apresenta baixa resistência, alta maciez e boa absorção. O Brasil é líder na produção de celulose de fibra curta. Agora um dado curioso, segundo dados da revista O Papel, uma pessoa consome de papel por ano o equivalente a uma árvore de eucalipto

Papel a partir de garrafas PET

A partir de garrafas PET é possível produzir papel biodegradável, é útil para imprimir livros, produzir caixas e artigos de papelaria em geral. Além disso, evita a extração de recursos naturais, como árvores, além de não usar água ou produtos químicos como o cloro.

Trata-se de um papel mais forte do que o convencional, é a prova d’água e fotodegradável.

A cada tonelada de papel feito a partir de garrafas PET são economizadas 20 árvores e 56.000 litros de água.

São necessários 253 kg de PET para produzir 1 tonelada de papel.

Outras alternativas ao papel

Falando principalmente no ambiente de empresas, além de usar o papel reciclado é muito interessante o armazenamento de arquivos em HDs e nuvens. Além de economizar papel, é possível manter os arquivos bem organizados.

De uma certa forma, diversos tipos de uso do papel podem ser substituídos pelo meio online.

Quer saber 15 formas de reaproveitar papel? Confira nosso post!

Para ajudar na disseminação da importância da fabricação e consumo de papel reciclado compartilhe este post!

Você é novo por aqui?

Seja bem-vindo ao nosso blog! Somos uma empresa de coleta e compostagem de resíduos orgânicos em que transformamos lixo em fonte de vida! Trabalhamos com um esquema de assinaturas em que o cliente recebe um baldinho para separar seus resíduos e passamos de bicicleta em sua casa para coletar. Uma vez por mês você ganha diversas recompensas como o nosso super composto orgânico produzido a partir dos resíduos!

Agradecimento

Este texto foi produzido com o suporte de Sebastian Bieberle (www.schopfpapier.com.br / Instagram @schopfpapier / schopfpapier@gmail.com)

Referencias

sobiologia.com.br/conteudos/reciclagem/reciclagem4.php

portalresiduossolidos.com/reciclagem-de-papel-2/

fragmaq.com.br/blog/entenda-como-funciona-o-processo-de-reciclagem-do-papel/

bhrecicla.com.br/blog/reciclagem-de-papel-tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-assunto/

sinapesp.org.br/reciclagem-de-papel/

setorreciclagem.com.br/reciclagem-de-papel/por-que-papel-reciclado-e-mais-caro/

setorreciclagem.com.br/reciclagem-de-papel/reciclagem-de-papel-verdades-e-mitos/

foxreciclagem.com.br/reciclagem_papel_papelao.php

tombstonereciclagem.com.br/empresa-reciclagem-papel-e-palelao

jandaia.com/blog/meio-ambiente/entenda-a-importancia-da-reciclagem-de-papel/

propeq.com/papel-producao/

youtube.com/watch?v=x0t13r6gqXk&t=658s

reciclasampa.com.br/artigo/o-nosso-papel

greenme.com.br/consumir/reutilizacao-e-reciclagem/57634-papel-reciclado-de-garrafas-pet/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*