Belo Horizonte e o seu potencial energético solar

Conhecida por uma das tarifas energéticas mais altas do Brasil e por condições climáticas ideais para a energia solar, a capital mineira vem se tornando referência na adoção da tecnologia. Agora é possível pagar menos pela luz e fazer um bem para o meio ambiente, ja que essa fonte de energia não tem impactos.

O que BH tem de especial?

A capital mineira possui condições climáticas muito favoráveis para a energia solar, ja que o índice de radiação diária é elevado, chegando a ser equivalente ao do nordeste. Podemos comparar até um dia nublado em BH com um dia ensolarado do verão na Alemanha, sendo a incidência de raios solares maior na cidade brasileira.

Vale a pena para o seu bolso

O custo de instalação do sistema fotovoltaico (já vá se familiarizando com o termo, pois é o nome da tecnologia) pode ser alto, mas em alguns anos este valor passa a ser menor do que o total das tarifas energéticas até lá, fazendo com que você tenha o payback, ou seja, o retorno do seu investimento e a partir daí economia mensal.

Mas quanto tempo leva para isso acontecer? Os números são: 3,29 anos para consumidores residênciais e pequenos comércios e 5,87 anos para indústrias e grandes estabelecimentos. Daí pra frente é só alegria, pois os painéis podem durar até 25 anos!

Exemplos em BH 

Alguns pontos importantes da cidade ja vem adotando a energia solar, obtendo redução das tarifas energéticas e servindo de exemplo. Na prefeitura, a instalação das placas em uma área de 400 metros quadrados no telhado ja fornece 25% do consumo de energia do estabelecimento, o que corresponde a um desconto de 10 mil reais na conta de 40 mil. Em 10 anos a economia pode chegar a 10 milhões!

Prefeitura de BH

Outro exemplo muito legal é o Estádio do Mineirão. Ele possui 6 mil placas de silício que geram energia para o próprio estádio (10%) e para o seu entorno (90%). O investimento é de 12 milhões de reais.


Ganhe créditos

Ao instalar um sistema fotovoltaico em sua residência, você produz energia para si próprio e o excedente vai para as ruas. Isso significa que se sua produção de energia solar for elevada, você gera energia para a cidade e ganha descontos na conta de luz, funcionando como uma espécie de crédito.

E como funciona a técnica?

A produção da energia acontece quando as partículas de luz solar (fótons) colidem com os átomos de silício constituintes da placa solar. Isso acarreta deslocamento de elétrons gerando uma corrente elétrica contínua.

No caminho certo

A verdade é que, felizmente, podemos perceber um alinhamento desta técnica  com o desenvolvimento econômico e a preservação ambiental, que são pilares básicos  da sustentabilidade.

Quer implantar o sistema fotovoltaico em sua residência? Confira as empresas mais próximas a você e solicite um orcamento clicando aqui, 

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*