Saiba o que fazer e como descartar o lixo eletrônico?

O desenvolvimento da tecnologia no mundo vem gerando muitos benefícios para a humanidade, porém, o descarte inadequado de aparelhos e alguns hábitos de consumo vem gerando um novo problema: o lixo eletrônico.

Quais produtos são considerados lixo eletrônico?

Alguns exemplos são: computador, teclado, câmeras fotográficas, celular, bateria, carregador, lämpadas LED, geladeiras, etc.

O problema para a natureza e humanos

Em 2018 a ONU divulgou que o mundo gerou 48,5 milhões de toneladas de lixo eletrônico, e que apenas 20% desse material é reciclado. Além disso, a quantidade de aparelhos eletrônicos vem crescendo de 3% a 4% ao ano.

O problema disso é que a maioria dos aparelhos eletrônicos possuem substâncias inorgânicas como cobre, alumínio e metais pesados como mercúrio, cádmio, berílio e chumbo. Logo, as consequências do descarte inadequado você já pode imaginar: contaminação de solos, lençóis freáticos, rios e seres humanos (principalmente dos catadores em lixões) e animais. Ah, e também emitem gases à atmosfera que alteram o clima!

Muitos aparelhos também possuem plástico, metais e vidro, que demoram centenas de anos para se decompor, dentre outras características nocivas.

No que podem ser transformados?

Um estudo publicado na revista Enviromental Science & Technology constatou que custa 13 vezes mais caro extrair os minerais de jazidas naturais do que reutilizar os resíduos tecnológicos para confeccionar novos aparelhos. E agora vamos a alguns exemplos:

  • Carcaças de celulares e computadores: podem ser trituradas e os polímeros formados são queimados para produção de energia. Também podem ser derretidos e formados outros plásticos.
  • Placas eletrônicas de computadores: podem ser recuperados metais presentes nelas… São 17, dentre eles, cobre alumínio e outro.
  • Plástico: pode ser reciclado, voltando a fazer parte de novos produtos, ou então transformado em matéria-prima para produtos de gráficas, como banners.
  • Pilhas usadas: podem ser transformadas em pigmentos para fogos de artifício, pisos cerâmicos, vidros e tintas.
  • Placas de circuitos eletrônicos: o metal é usado para novas peças.

Descarte correto

A reciclagem de eletrônicos também tem benefícios para além do meio ambiente, ou seja, para a população, de forma direta. A reciclagem fornece empregos para milhões de pessoas!

Para o seu lixo eletrônico ser reciclado é preciso destiná-los para cooperativas de reciclagem. E você sabia que algumas empresas de eletrônicos, como Dell, Samsung e Sony vão até a sua casa para coletar o seus aparelhos? Outras marcas também oferecem envio grátis e pontos de entrega! Fica a dica: entre em contato com a marca do seu aparelho para saber se oferecem algum serviço desse tipo.

Entidades que reciclam pelo Brasil

Agora que você já sabe da importância do reciclagem saiba aonde você pode levar seus aparelhos.

Cedir (SP) – órgão alinhado a Universidade de São Paulo, possui o maior centro público de descarte de eletrônicos da América Latina. Telefones: (11) 3091-6454/6455/6456.

Coopermiti (SP) – oferecem pontos de coleta e também vão até você. Telefone: 11 3666-0849.

ECycle – neste site você põe o que deseja reciclar e a sua cidade e ele te mostra os locais próximos a você.

Secretaria Municipal de Meio Ambiente – praticamente todas as cidades possuem. Você pode ligar e pedir a informação.

Além do descarte e reciclagem

Seis em cada dez aparelhos eletrônicos descartados nos EUA estão em bom estado para uso! Ou seja, as pessoas estão adquirindo novos aparelhos sem necessidade, apenas para ter o modelo mais novo e satisfazer suas necessidades emocionais.
Antes de comprar um celular novo pense: eu preciso mesmo disso?

Ah e antes de destinar a reciclagem, você pode adotar algumas medidas interessantes como trocar com um amigo, vender ou doar para alguma instituição. O Centro de Recondicionamento de Computadores recebem computadores de pessoas e empresas e destinam a colégios e bibliotecas públicas!

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*