Como funciona a reciclagem de borracha?

Sobre a borracha

A reciclagem de borracha pode chegar a uma taxa de 100% de aproveitamento. Além disso, o custo da borracha reciclada pode chegar a 50% mais barata do que a matéria virgem.

O Brasil é o maior produtor da América Latina e por aqui, segundo dados do ano de 2020, são gerados 30 mil empregos diretos e 810 mil indiretos no campo e na indústria.

O seu tempo de decomposição chega a 600 anos e além disso neste texto você verá outros motivos porque é interessante reciclar.

Sobre os pneus

Boa parte dos resíduos de borracha são pneus. No Brasil, 70% da borracha produzida é usada na confecção deles. 33% deles são reciclados.

No mundo todo, por ano são fabricados 2 milhões de pneus novos por dia e 730 milhões por ano.

Pelo seu alto poder calorífico, cerca de 70% dos pneus inservíveis são utilizados como combustível alternativo em fornos de cimenteiras.

A borracha retirada desses pneus dão origem a diversos artefatos, entre os quais tapetes para automóveis, pisos industriais e pisos para quadras poliesportivas.

Os pneus, além de serem muito conhecidos por esses motivos, também são conhecidos negativamente por serem descartados em terrenos baldios e, por seu formato, acumulam água da chuva em seu interior. Assim servem de local onde os mosquitos transmissores de doenças, como dengue e febre amarela, depositam seus ovos. Outra característica perigosa é que os pneus são altamente inflamáveis e a fumaça gerada é altamente poluidora, gerando carbono e enxofre.

Uma boa forma de reciclar os pneus é por meio da recauchutagem. Trata-se da adição de novas camadas de borracha aos pneus já “carecas”. É um processo extremamente benéfico e econômico pois estende a vida útil do pneu em 40% e economiza 80% de energia. O Brasil inclusive é o segundo maior recauchutador de pneus do mundo.

Processo de recauchutagem

Tipos de borracha

Natural: trata-se de um polímero obtido por meio da seiva da seringueira. O látex é extraído através de cortes superficiais no caule da árvore. Depois de sua coagulação e secagem o material é aquecido e posteriormente processado com outras substâncias químicas, transformando-se em borracha. Alguns exemplos de materiais feitos a partir de borracha natural são borrachas, cabos elétricos e pneus.

Sintética: é fabricada a partir do petróleo. É menos resistente e racha com o calor. Por isso muitos objetos de borracha sintética possuem um pouco de borracha natural em sua composição para compensar este defeito.

Nos dois tipos de borracha o material é difícil de se decompor.

No que pode ser transformado?

Uma das utilidades mais interessantes é a composição de asfaltos de rodovias. Trata-se de um asfalto que possui em sua composição borracha moída proveniente de pneus e que inclusive tem um desempenho superior ao asfalto convencional. Além disso este asfalto tem vida útil maior, gera menos ruído e oferece maior segurança aos motoristas e passageiros. Para cada quilômetro de asfalto são usados mil pneus. Confira mais utilidades:

Composição de quadras esportivas;

Calçados;

Autopeças;

Tapetes;

Isolante térmico e acústico

Colas;

Materiais de limpeza;

Móveis;

Câmaras de ar;

Legislação

Em 2009, o Conselho Nacional do Meio Ambiente determinou que para cada pneu novo vendido, as empresas fabricantes ou importadoras deverão dar uma destinação adequada após o fim da vida útil para uma unidade. A norma obteve bons resultados e por meio de mil pontos de coleta foram coletados 450 mil toneladas, o equivalente a 90 milhões de pneus de carros de passeio.

No mundo

Nos Estados Unidos, por volta de 60% dos pneus descartados são usados na produção de energia cimenteira, fábricas de papel ou para a rede de energia elétrica. O Japão é líder na reciclagem de pneus, obtendo a taxa de reaproveitamento de 91% dos pneus e os três principais mercados para a reciclagem são geração de energia, aplicação na construção civil e para recauchutagem.

Agradecimento

Este texto foi feito com o suporte da empresa ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos – https://www.anip.com.br)

Referências

hvgresiduos.com.br/blog/como-lucrar-com-a-comercializacao-de-residuos-de-borracha/

meiosustentavel.com.br/reciclagem-de-borracha/

recicloteca.org.br/material-reciclavel/outros-pneu-e-entulho/

materioteca.paginas.ufsc.br/ciclo-de-vida-das-borrachas-2/

revistapesquisa.fapesp.br/reciclagem-de-pneus/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*