Conhecendo a reciclagem do vidro

O vidro é um material não biodegradável e que permanece na natureza por milhares de anos. Ele acaba sendo acumulado em lixões, ocupando muito espaço (já que não pode ser dobrado como o papel e alumínio) e demandando mais área para outros resíduos.

Além de melhorar a condição dos lixões, outros benefícios muito importantes da reciclagem do vidro, comparadas a fabricação de vidro novo, são a economia de matéria-prima e energia. Isto é, em números, a reciclagem de vidro gasta 70% menos energia e 20% a menos de materia prima para produzir a mesma quantidade.

Reciclagem sem fim

Uma característica muito interessante é que o vidro pode ser reciclado infinitas vezes sem perder suas características, o que torna sua reciclagem ainda mais atraente. Além disso, não ha perda de material durante o processo, ou seja, um quilo de vidro reciclado gera um quilo de vidro.

Como é feita a reciclagem?

Depois de separado por cores e limpos de impurezas, o vidro é triturado e em seguida fundido a uma temperatura de 1.300 graus. O interessante aqui é que o fato de serem fundidos sob a forma de cacos, isto reduz o tempo de fusão e consequentemente gera economia de energia. No fim o material viscoso é despejado em formas e resfriado, gerando os objetos de vidro reciclado como garrafas e potes.

Viabilidade econômica

O vidro é um material com pouco valor de mercado além do fato de ser pesado, o que contribui para inviabilizar o trabalho de coleta e transporte. O fato do custo de extração de matéria prima para fabricação do vidro ser barato, faz com que as cooperativas não paguem um valor muito significativo para coletores.

Barreiras

Apesar de 40% do vidro no Brasil ser reciclado, a reciclagem de vidro necessita políticas públicas mais estruturadas, mais incentivos fiscais e sistemas de coleta mais desenvolvidos.

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

6 Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*