Por um transporte aéreo mais sustentável

Se nada for feito, o transporte aéreo pode ser responsável por até 15% das emissões de CO2 no mundo em 2050!

O principal fator que causa a poluição pelas aeronaves é a queima de combustível (querosene) que gera CO2 na atmosfera. Trata-se de uma substância oriunda do petróleo altamente poluente que é muito usada pelos aviões. Agora vamos um pouco mais a fundo…

Alguns aviões poluem mais do que outros. Por exemplo, os mais modernos possuem melhor aerodinâmica, o que significa menor uso de combustível. As turbinas mais modernas também têm esse efeito (as turbinas da década de 60 eram 70% mais poluidoras!). Quanto mais leve é a aeronave, menos polui.

Uma solução é o uso de biocombustíveis. O biocombustível polui 80% menos do que o querosene. A idéia é ótima porém o biocombustível é quatro vezes mais cara do que o querosene…(bom, pelo menos algumas empresas aéreas como a Scadinavian Airlines ja anunciou que pretende usar biocombustível em todos os voos domésticos até 2030…)

A má otimização de rotas e escalas dos vôos também podem gerar poluição… O ideal são voos mais curtos e com menos escalas. E a altura e velocidade do avião também influenciam na queima de combustível!

Ah, não podíamos esquecer dos lanchinhos servidos aos passageiros, pois quase sempre vem em embalagens de plástico e isopor – e desnecessárias. Anualmente são produzidos milhões de toneladas de resíduos deste tipo. O ideal é sempre reciclar o que foi usado.

O assunto sobre o transporte aéreo e seus impactos é importante porque ano após ano, cada vez mais são registrados recordes de número de pessoas que usam o transporte aéreo. Em 2016, 3,7 bilhões de pessoas usaram aviões. A estimativa é que em 2035, cerca de 7 bilhões usarão.

Mas, a boa notícia é que algumas companhias aéreas ja vem se preocupando em tornar seu funcionamento mais verde e adotando algumas medidas interessantes. Por exemplo, na Austrália, a empresa Qantas ja  vem fornecendo em seus voos produtos recicláveis, reutilizáveis e inclusive compostáveis ( o Ciclo Orgânico fica orgulhoso!). Potes de cana de açúcar e talheres de amido também estavam incluídos… A companhia estimou que cada voo deste produz 34 quilos a menos de resíduos do que um com funcionamento convencional.

No Brasil a LATAM tem se comprometido a reciclar 83% dos resíduos gerados a bordo.

Ah, e você sabia que existe uma maneira econômica de operar a aeronave para o pouso? Funciona assim: ao aproximar-se da pista, o avião entra quase “ponto morto”, como se estivesse planando. O motor passa a operar mais lentamente até atingir o ponto ideal da aterrisagem. Em condições normais, os pilotos misturam movimentos horizontais e verticais que gastam muito combustível… Esta técnica economiza de 100 a 160 litros de querosene por voo!

Por fim, as companhias aéreas devem pensar em novas medidas o mais cedo possível, pois os consumidores estão ficando cada vez mais conscientes e exigentes com os produtos e serviços que consomem.

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia e seus hobbies são surf, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*