Conheça o poder do marketing verde

Diante da atual crise ambiental enfrentada pelo nosso planeta, é muito comum ouvir por aí que as pessoas têm que mudar seus hábitos e incorporar uma nova cultura sustentável em suas vidas. Aliado a isso, não podemos nos esquecer da enorme influência das empresas nos impactos ambientais, principalmente quando levamos em conta os processos produtivos insustentáveis.

Portanto, é muito importante que as empresas também “mudem seus hábitos”. Não só pela questão ambiental, mas também para continuarem relevantes diante do público que a cada dia se torna mais consciente em relação a questões ambientais e que pressionam mais as empresas por esse tipo de mudança.

Portanto, o que é marketing verde?

O marketing verde, logo, consiste basicamente na divulgação de produtos e serviços que não agridem ao meio ambiente (usando recursos renováveis, evitando poluição e esgotamento de energia) e que vão ao encontro com as necessidades e exigências dos consumidores. O foco também pode ser em ações que beneficiem não apenas o meio ambiente, mas também a sociedade e a cultura.

Mas não é apenas o produto final. Toda a linha de produção deve estar alinhada a esse princípio, desde a escolha das matérias-primas, processamento e embalagem até as fases de distribuição e descarte. Também é fundamental não apenas praticar, mas também divulgar que a empresa realiza tais ações para assim conquistar de fato os clientes, como por exemplo por meio de informações na embalagem de um produto.

Dessa maneira, as empresas que seguem esta filosofia têm seus produtos mais aceitos pelos consumidores e, mais do que isso, criam uma nova imagem positiva, com credibilidade e agregam valor à marca.

Existem diversas pessoas dispostas a consumir, e até pagar mais caro por produtos ambientalmente corretos. Além de fazer bem para o meio ambiente, as empresas, portanto, paralelamente podem majorar as vendas por satisfazer a esse nicho de pessoas conscientes. Não se trata de uma substituição de público de consumidores. Na realidade, adotando as novas medidas, você estará somando um novo público ao que já havia antes.

Essa filosofia deve fazer parte da missão, rotina e política da empresa. Assim sendo, cabe ao CEO fazer desdobramento dessa diretriz a todas as áreas e empregados da empresa. Podemos citar como exemplo a área de manutenção/ oficina de uma determinada empresa estaria recebendo a diretriz de utilizar produtos biodegradáveis, reciclar óleo, etc.

Mas cuidado para não exagerar. Evite a possibilidade do consumidor perceber que a marca adota o discurso sustentável apenas para aumentar a receita. Portanto é importante mostrar ao consumidor as suas ações práticas e habituais em prol da sustentabilidade.

Não pense que o Marketing Verde é uma exclusividade das grandes empresas que tem produtos/serviços físicos, independente do tamanho do seu negócio saiba que esta filosofia só tem a agregar e é tendência em todo o mundo. É claro, cada empresa deve respeitar suas condições economicamente viáveis de agir em prol da natureza.

Algumas ideias básicas para incorporar nas empresas

Em primeiro lugar é importante fazer um diagnóstico interno para avaliar o que pode ser adaptado a nova filosofia ambiental da empresa. Aqui vão algumas dicas gerais… Algumas podem parecer simples, mas definitivamente geram economia e admiração dos consumidores.

Muitas pessoas buscam comprar produtos de produtores locais e se preocupam com a distância do deslocamento dos funcionários e produtos para que haja pouca emissao de CO2.

Produza embalagens recicláveis ou retornáveis. Evite as embalagens que vem dentro de outras embalagens.

Use fontes de energia sustentáveis, como a solar e eólica. Assim você economiza dinheiro a médio prazo também.

Economize água nos processos produtivos. Você pode implantar sistemas de reuso e de captação da água da chuva.

Aumente a durabilidade dos produtos. Dessa maneira é reduzido o descarte e menos lixo é produzido.

Composte seus resíduos orgânicos. Que tal transformar seus resíduos em fonte de vida?

Invista em produtos digitais. Que tal criar uma revista digital ao invés de uma revista impressa? Por que não criar um curso online ao invés de um presencial? Estes tipos de produtos/serviços tem alta demanda e são mais sustentáveis.

Exemplos de marketing verde

Tendo em vista a alta poluição do ar por aeronaves mais antigas, algumas empresas aéreas vêm substituindo a frota por aviões mais modernos e econômicos. Um bom exemplo é a companhia Azul, que anunciou ter evitado a emissão de 470 toneladas de CO2 na atmosfera em um ano.

A Natura é referência em Marketing verde uma vez que produz embalagens de papel reciclado, realiza projetos de conservação da Amazônia e vem pronunciando estar reduzindo emissões de carbono. A empresa ja foi premiada pela ONU e é bicampeã no prêmio de sustentabilidade da Revista Exame.

A Coca-Cola recicla e coleta garrafas e faz campanhas para tornar os consumidores mais conscientes.

A Microsoft desenvolve ações sustentáveis na Índia, país ameaçado pelo aumento do nível do mar. A marca ainda desenvolve sistemas de inteligência artificial que ajudam o desenvolvimento de fazendeiros e suas plantações.

A Toyota lançou o carro Prius, o primeiro híbrido do mundo e preferido dos americanos.

Greenwashing: isto não é marketing verde!

O greenwashing, em português “lavagem verde”, acontece quando uma empresa adota um discurso verde mas não pratica medidas concretas, enganando os consumidores fazendo eles acharem que a empresa é sustentável e amiga do meio ambiente quando na verdade não é. Inclusive muitas vezes estas empresas praticam justamente o contrário, danificando o meio ambiente e ocultando tais características

Principalmente nos dias de hoje, os consumidores têm acesso a informação instantaneamente nos meios digitais, podendo facilmente descobrir quando uma empresa está forjando ser sustentável.

E não estamos falando apenas de empresas. Também é muito comum descobrir este tipo de prática em ONGs e inclusive governos e políticos que prometem à população medidas sustentáveis que não são cumpridas.

Exemplos de greenwashing

Parque temático – Apesar de se pronunciar defensor dos animais, a empresa é acusada de maus tratos.

Empresa de cosméticos – Se pronuncia como amiga do meio ambiente mas foi descoberto que possui substâncias tóxicas como parabenos em seus produtos.

Uma multinacional, apesar de pronunciar a origem sustentável dos seus grãos de café, foi descoberto desmatamento e uso de mão de obra escrava e infantil nas plantações de cacau.

Referências

rockcontent.com/br/blog/marketing-verde/

blog.ingagedigital.com.br/marketing-verde/

/inovacaosebraeminas.com.br/marketing-verde-o-que-e-e-como-fazer/

matanativa.com.br/marketing-verde-principios-e-como-fazer/

resulttado.com/marketing-verde/

vgresiduos.com.br/blog/quais-vantagens-do-marketing-verde-e-saiba-como-usa-lo-na-sua-empresa/

idealmarketing.com.br/blog/marketing-verde/

atpsolar.com.br/marketing-verde-importante-para-empresa/

ecotelhado.com/o-que-o-marketing-verde-tem-a-ensinar-as-empresas/

scuadra.com.br/blog/fique-atento-o-marketing-verde-precisa-estar-na-sua-empresa/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 27 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*