Manifesto Ciclo Orgânico

O motivo pelo qual pedalamos todos os dias!

Quando comecei o Ciclo Orgânico, não imaginava que seria tão difícil!
Mas não imaginava mesmo! Achava que bastava uma boa ideia, vontade e um bom planejamento. Engano meu, em nenhum livro de empreendedorismo que li estava escrito que seriam milhares de horas de trabalho, várias noites em claro e inúmeros finais de semana trabalhando.

A jornada é tão árdua que em um certo momento você acaba de se perguntando: Mas porque que é mesmo que eu decidi fazer isso? Dá onde vem essa vontade de continuar, mesmo quando tudo faz parecer que não vai dar certo? Mesmo quando você está sem dinheiro, exausto e passando por um perrengue atrás do outro, porque é que a gente continua acordando e “pedalando” todos os dias? E melhor, com um sorriso enorme no rosto!

Foi buscando responder e entender melhor o nosso propósito que decidi escrever esse artigo. 🙂

A primeira coisa que percebi nessa reflexão é que nosso propósito vai muito além de produzir um bom adubo. Apesar da compostagem ser um processo lindo e cheio de ciência, ainda sim não existe nada melhor do que proporcionar essa experiência para outras pessoas.

Poder mudar o destino dos resíduos de mais pessoas e perceber que elas já não os enxergam como lixo, é muito mais legal do que só fazer a compostagem.

O que realmente buscamos é elevar o status quo dos resíduos orgânicos! Para nós, cada casca de banana é uma preciosidade e chamá-la de lixo chega a ser uma ofensa! 😠

Acreditamos que é possível viver em uma sociedade em que aterros e lixões sejam coisas do passado, e que o destino dos nossos resíduos orgânicos seja a compostagem, mas que o que percebemos foi que só chegaremos lá se transformarmos nossos hábitos e toda uma cultura de consumo e desperdício. E para isso, nada melhor do que começar pelas pessoas!

E é por isso, que nós acreditamos que: Por trás de cada baldinho existe uma história.

Não tenho a menor dúvida, que a parte mais gratificante do nosso trabalho são as pessoas que fazem parte dele. Saber que são centenas de famílias que passaram a valorizar suas cascas e realmente se importam com o destino delas, não tem preço!
Acreditamos que por trás de cada baldinho existem histórias incríveis de pessoas realmente engajadas e comprometidas com a causa. Como a de pessoas que dividem o baldinho com vizinhos, trazem as cascas do trabalho para casa, pois já não conseguem mais jogá-las no lixo ou a de pessoas que convenceram todos ao seu redor a fecharem o Ciclo. São essas pessoas que nos inspiram todos os dias e nos encorajam continuar em frente!

Cada baldinho, cada resíduo por menor que seja, importa muito!!

Fazemos o possível e o impossível para compostar toda matéria orgânica que estiver ao nosso alcance. Nossas composteiras são como corações de mãe, sempre tem um espaço para mais casca abandonada. 😉

Independente do quão mal tratada ela esteja, nossa compostagem sempre vai ter um lugar para ela, pois além de ser uma casca a menos no lixo ela representa uma pessoa que decidiu mudar um hábito e tomou uma ação de mudar o seu destino.

Não importa se o seu baldinho tem 1kg ou 20kg, o que importa é a sua atitude de fechar o ciclo! E como diz o nosso associado Zeca:

“Fechar o Ciclo é um ato político, enquanto alguns fazem protesto batendo em panelas, eu protesto todos os dias enchendo o meu baldinho e pondo em prática a sociedade que eu gostaria de viver!”
Pedalar sozinho não tem a menor graça.

Mais importante do que o objetivo final, é o caminho que a gente percorre tentando alcançá-lo, e para que esse caminho seja mais leve e prazeroso nada melhor do que pedalar com pessoas que a gente tanto admira!

Ainda bem que não estamos sozinhos, pois a medida que o Ciclo foi crescendo a gente foi percebendo que o nosso maior indicador de sucesso, não é o financeiro e nem o impacto total que foi gerado, e sim a quantidade de pessoas que estão envolvidas nessa jornada.

Sejam os associados ultra engajados que divulgam o Ciclo como se fosse campanha política ou nossos ciclistas que pedalam mais do que muito atleta olímpico. Risos. Desculpe o exagero, mas a nossa equipe vibra como se cada novo associado fosse um gol em um final de copa do mundo. Ah, e os nossos parceiros que nos ajudam todos os dias! Somos muito gratos pelas pessoas que nos cercam e acreditamos que só vale a pena pedalar se for ao lado delas.

É por esse e outros motivos que pedalamos todos os dias e vamos continuar fazendo enquanto nossas pernas aguentarem! E de baldinho em baldinho, pedalada em pedalada a gente vai construindo a sociedade que sonhamos!
Feche o Ciclo você também. 🙂

Autor:
Lucas Chiabi
Sobre:
Lucas Chiabi, de 25 anos. Mineiro de Belo Horizonte, o estudante de Engenharia Ambiental da UFRJ queria ser lixeiro quando criança. Hoje, está à frente da Ciclo Orgânico, a primeira empresa do Brasil de coleta com bicicletas e compostagem de resíduo orgânico residencial. O empreendimento atende mais de 400 residências em 16 bairros: Leblon, Ipanema, Copacabana, Leme, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico, Gávea, Lagoa, Urca, Flamengo, Laranjeiras, Cosme Velho, Catete, Glória e Centro.
Mais artigos de: Lucas Chiabi

12 Comments

    1. Parabens, Lucas! Admiro muito vc, ainda tão jovem e tão determinado perseguindo seus sonhos e ideais. De longe, vc me estimula e fico feliz de estar fechando o ciclo. Obrigada!

  1. Muito importante vocês nos ” alimentarem” sempre com mensagens , ficando assim cada vez mais ” presente” no nosso dia a dia .

    1. Oi Maria, ficamos muito felizes em ler a sua mensagem! E que possamos estar cada vez mais presente na vida de pessoas como você, que está construindo uma sociedade mais verde e com menos lixo! Juntos somos fortes! Um abraço.♥

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!