Mitos e Verdades do Kefir de Leite

Já ouviu falar em kefir? Esse alimento é fruto da fermentação de microrganismos benéficos para a saúde e tem sido relacionado a uma série de benefícios a saúde.

O kefir, de leite fermentado, foi originado há muitos séculos nas montanhas do Cáucaso (região entre Europa oriental e a Ásia ocidental). Essa bebida é obtida pela atividade fermentativa de “grãos de kefir”, que possuem uma composição microbiana específica e complexa, composta por uma mistura de microrganismos (bactérias láticas, leveduras e acetobactérias) que convivem juntas de forma harmoniosa. Essa bebida tem como característica a produção de ácido lático, etanol e dióxido de carbono, compostos que o fazem diferente do iogurte, por exemplo. É um alimento vivo, uma bebida fermentada rica nutricionamente e com muitos probióticos.

A palavra ‘Kefir’ vem originalmente do turco Keif que significa sentir-se bem/bem-estar”.

Os grãos de Kefir de leite constituem um conjunto de microrganismos compostos por bactérias e leveduras, que contêm muitas vitaminas, minerais, aminoácidos e enzimas, como cálcio, fósforo, magnésio, triptofano e vitaminas A, B2, B12, D e K.

Seu consumo modula a imunidade, desinflama o intestino, melhora a densidade óssea, combate alergias, previne doenças respiratórias, desintoxica o organismo, contribui para o processo de emagrecimento, entre outros. Mas, para preservar todas as suas propriedades, deve-se seguir as etapas de fermentação e consumi-lo fresco, quando as bactérias estão vivas. Se for aquecido, ele perde as propriedades medicinais. A principal vantagem do kefir é o fortalecimento do sistema imonológico.

Saiba quais são os cuidados ao preparar esta bebida e tudo o que você precisa saber para começar a fermentar os grãos de kefir clicando aqui! 🙂

Além do kefir tradicional, de leite, há também uma bebida feita da fermentação de açúcar em água. A primeira referência desse tipo de kefir remonta à guerra da Crimeia, em 1855, quando soldados ingleses trouxeram de volta o produto da região do conflito. Os grãos de kefir cultivados em solução açucarada contêm microbiota simbiótica e matriz estruturante muito semelhante aos grãos de kefir de leite. Hoje em dia, a bebida é consumida em países da América Latina, como México e Brasil. O gosto não é o mesmo. É outra coisa, embora o processo seja parecido.

As bactérias presentes no kefir de água são probióticas e uma das mais potentes já vistas – inclusive mais do que as que estão presentes em iogurtes comuns. Elas são capazes de inibir o crescimento de outras bactérias no corpo, como as que são responsáveis pelo aparecimento de úlceras e gastrites fortes. O kefir de água também ajuda a liberar toxinas do organismo, otimizando a função do intestino e prevenindo prisões de ventre e até diarreias (mas não tome em excesso!!!).

O kefir de água tem um efeito antiinflamatório, pois, protegem o corpo de todo tipo de problema, seja ele respiratório ou mesmo arterial, como o excesso de gordura no sangue e veias essenciais. Além disso, o kefir de água também tem sido considerado um verdadeiro aliado na luta contra o câncer: estudos indicam que o consumo desse tipo de ingrediente diminui as chances de avanço da doença e aumentam a sobrevida do paciente. Leia mais sobre o cultivo e como cuidar dos seus grãos de kefir de água aqui! 🙂

 

MITOS E VERDADES sobre o Kefir de leite


Diariamente, recebemos mensagens sobre dúvidas frequentes ao uso do kefir, e então, decidimos desmistificar algumas coisas sobre este maravilhoso probiótico e espero que você consiga esclarecer todas (ou a maioria) das suas questões!

 

Sobre o Kefir de leite

 

Intolerantes à lactose podem consumir kefir

Parcialmente verdade. A lactose do leite diminui com o processo de fermentação. Além disso, bactérias presentes no kefir convertem glicose em ácido láctico. Neste contexto, o kefir é uma boa opção para indivíduos intolerantes à lactose. Mas a atenção deve ser dada quando a intolerância for severa, pois mesmo com a redução de lactose por causa da fermentação, o kefir pode causar sintomas.

 

Nem todo mundo pode consumi-lo

Verdade. Há contraindicação para indivíduos que estejam com o sistema imunológico debilitado (imunodeficiência, AIDS e outras condições), uma vez que possuem maior probabilidade de desenvolver infecções pelas bactérias ou leveduras presentes no produto. Portanto, recomenda-se seguir orientação especializada e individualizada.

 

Kefir não pega contaminação externa

Mito. Durante a preparação, a higiene é fundamental. O kefir de água, por exemplo, tem o risco de contaminação por fungo, se o açúcar mascavo não for corretamente armazenado ou tiver contato com muita umidade.

 

Pode congelá-lo

Verdade.Para congelar seu kefir, basta colocar uma pequena quantidade de grãos de kefir em um recipiente de vidro e cobrir com um pouco de leite. As bactérias resistem à temperatura e ficam adormecidas. Para descongelar, você deve deixar o kefir em temperatura ambiente e trocar o leite de 12 em 12 horas.

 

Kefir só faz bem para a saúde do intestino

Mito. Estudos recentes exploraram diversos efeitos benéficos fornecidos pelo kefir e descobriram que eles podem ir muito além do trato gastrointestinal. Há uma lista de exemplos que inclui uma pele mais saudável, melhora do eczema, combate à dermatite atópica, ajuda contra queimaduras, melhora na cicatrização e rejuvenescimento. Vale lembrar que quando falamos de saúde da pele, alguns estudos utilizam a aplicação tópica do kefir. Ainda, se discute a necessidade de mais estudos em humanos para comprovar esses outros benefícios.

 

PRECISO RESERVAR UTENSÍLIOS SÓ PARA O KEFIR

Verdade! Ter utensílios só para o kefir, reduz o risco de contaminação.Evite materiais como madeira, alumínio e ferro. Pode usar utensílios de plástico, inox ou silicone. Eu sugiro plástico ou silicone.

 

QUAL É O TEMPO IDEAL DE FERMENTAÇÃO E COMO CONSUMIR

Muitas pessoas não sabem o tempo ideal de fermentação do iogurte, e qual é a finalidade de cada tempo. Se você deixar fermentando por 12h, te auxiliará para soltar o intestino; com 24h de fermentação, ele funciona bem para quem já tem o intestino regular, mas gostaria de melhorar a microbiota intestinal; com 40h, ajuda a combater a diarréia.

 

o kefir da muito trabalho

Mito. Você gasta menos de 10 minutos do seu dia pra alimentar os seus bichinhos. E é muito prático e fácil, mas você precisa separar sempre uns minutinhos do seu dia, afinal, são organismos vivos! 😉

 

o iorgute/ água de kefir tem validade

Verdade. Podem ficar até 7 dias na geladeira!

 

posso usar qualquer tipo de leite animal no kefir

Verdade! Qualquer leite animal pode virar iogurte, exceto os leites sem lactose, pois, os grãos de kefir se alimentam da lactose presente no leite.

 

Quanto mais eu tomar o iogurte de kefir, melhor

Mito. O recomendado é ingerir de 100ml a 500ml de iogurte ou água de kefir por dia!

Gostaria de saber mais dicas? Escreve nos comentários o que gostaria de saber! 🙂

Avatar
Autor:
Thamyris Soliva
Sobre:
Thamyris Soliva, 27 anos, carioca, apaixonada pela natureza, panificação artesanal e afins, e principalmente pelos animais! Publicitária, esposa do Lucas e mais um braço do Ciclo Orgânico desde 2015.
Mais artigos de: Thamyris Soliva

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*