Alerta: fique longe do BPA!

Você já deve ter visto por aí nas embalagens plásticas o escrito “BPA Free”ou “Livre de BPA”, mas sabe o que significa?

O que é?

Também conhecido como Bisfenol A, trata-se de um composto encontrado em utensílios de plástico (principalmente os rígidos e transparentes) e quase todos de epóxi (como revestimentos internos de acondicionadores de metal de alimentos e bebidas). Neste texto você verá que a substância possui diversos efeitos negativos à saúde humana.

Dentre diversas consequências negativas para o corpo humano, o BPA é muito conhecido por desregular os hormônios. O que acontece é que o organismo não reconhece a diferença entre o BPA e os estrógenos naturais, pois ele imita os hormônios.

Em 1950 uma pesquisa feita pela ONG National Workgroup for Safe Markets analisou cerca de 50 alimentos armazenados em embalagens plásticas e constatou que 92% delas tinham BPA em sua composição. Outros estudos apontam que 90% das pessoas têm a substância em seu organismo.

Consequências para a saúde

O bisfenol A é um disruptor endócrino que mimetiza os hormônios do organismo e pode causar efeitos negativos sobre a saúde. Estudos mais recentes apontam que o BPA bloqueia os receptores do hormônio da tireóide, afetando o desenvolvimento cerebral de fetos e bebês. Mulheres que tiveram aborto espontâneo foram constatadas com três vezes mais BPA no sangue do que mulheres que não tiveram aborto. Os homens com os níveis mais altos de BPA são 30 a 46 % mais propensos a produzir embriões de qualidade inferior.

Confira mais consequências:

  • Hiperatividade
  • Déficit de atenção
  • Câncer de mama
  • Aumento da próstata
  • Anomalias do ovário
  • Disfunção sexual masculina
  • Afetamento do coração de mulheres
  • Prematuridade
  • Restrição ao crescimento intrauterino e pré-eclâmpsia
  • Impacta a permeabilidade intestinal
  • Indução à asma
  • Prejudica a tireóide

Onde pode ser encontrado?

  • Mamadeira de plástico
  • Marmitas de plástico
  • Pratos e talheres de plástico
  • Garrafas plásticas do tipo squeeze
  • Brinquedos de plástico
  • CD’s e DVD’s
  • Lentes de óculos
  • Computadores

Como acontece a contaminação?

Situações muito comuns que fazem o BPA passar da embalagem para o alimento é quando esta é aquecida ou resfriada. Um bom exemplo é quando a mamadeira das crianças ou a sua marmita é esquentada no microondas (lembrando que a contaminação acontece mesmo sem o aquecimento). Ou então quando alguma garrafa é colocada na geladeira ou freezer. Vale lembrar que a contaminação também pode ocorrer pelo ar, poeira e água.

Alguns especialistas acreditam que a contaminação acontece apenas quando essa substância é encontrada em quantidades muito elevadas nas embalagens.

Outro fato é que bebês, crianças e inclusive os fetos são mais suscetíveis à contaminação. Assim sendo, por precaução, o Brasil é um dos países que proibiu a importação e fabricação de mamadeiras com BPA. Especialistas relembram que é necessário ter cuidado com os pratinhos e talheres dos bebês assim também como os brinquedos que eles tocam e depois levam a mão na boca, pois apesar da proibição das mamadeiras, muitos utensílios de bebês possuem a substância. Outros países como Canadá, China e Malásia também já proibiram os produtos para crianças com BPA. No Brasil, para os outros objetos que contém a substância, a produção e comercialização é permitida, porém existem limites máximos de concentração.

Como evitar?

Sempre que possível troque os utensílios de plástico por de vidro, aço inoxidável ou porcelana. Sempre que for adquirir um produto de plástico confira em sua composição se há o termo “Livre de BPA” ou “BPA Free””

Se for utilizar recipientes de plástico, nunca utilize os marcados com o número de reciclagem 3 e 7 (que aparece no fundo dentro de um triângulo de reciclagem), pois significa que muito provavelmente tem bisfenol A. Os marcados com os números 1, 2, 4 e 5 não contêm BPA, mas não estão livres de outros produtos químicos.

Nunca aqueça no microondas comidas e bebidas acondicionadas em plástico e nem leve-as ao freezer. Como já foi dito, o BPA é liberado em maiores quantidades quando o plástico é aquecido e resfriado.

Substitua as marmitas e garrafas de plástico por de vidro, inox ou de fibra de bambu.

Evite os alimentos e bebidas enlatados.

Para as crianças, confira se a embalagem dos brinquedos diz se há ou não o BPA.

Referências

apack.com.br/bpa-free-o-que-e/

andreiafriques.com/nutricao-materno-infantil/o-que-e-bpa/

drauziovarella.uol.com.br/checagens/recipientes-plasticos-oferecem-risco-a-saude-checagem/

veja.abril.com.br/saude/como-manter-o-bisfenol-a-longe-de-seu-filho/

endocrino.org.br/bisfenol-a/

conquistesuavida.com.br/noticia/os-perigos-do-bisfenol-a-e-como-identificar-se-ele-foi-usado-nos-potes-plasticos_a10913/1

ecycle.com.br/bpa/

epoca.oglobo.globo.com/saude/noticia/2016/11/estudo-sugere-que-o-corpo-absorve-o-bpa-componente-do-plastico-ha-riscos-para-saude.html

cetesb.sp.gov.br/laboratorios/wp-content/uploads/sites/24/2020/07/Bisfenol-A-.pdf

greenme.com.br/viver/saude-e-bem-estar/89369-bisfenol-a-bpa-porque-perigoso-saude/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 28 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*