Como conciliar trabalho, vida pessoal e saúde – Parte 2

Alimentação de qualidade

Além de benefícios à sua saúde, uma boa alimentação traz mais disposição para encarar os desafios no trabalho. Uma má alimentação pode levar a cansaço, falta de energia, irritação, dificuldade de concentração e baixa imunidade, e tudo isso afeta o seu desempenho no trabalho.

Invista em um bom café da manhã e evite sair de casa correndo em jejum ou então comer apenas uma fruta. Ingerir alimentos saudáveis logo após acordar “desperta” seu corpo, ativa o seu metabolismo, e lhe dá energia para enfrentar a correria do dia.

Se você costuma almoçar na rua, na hora de montar o seu prato opte sempre por alimentos de grupos diversificados, ou seja, carboidratos (arroz e macarrão), proteínas (carnes e ovos) e saladas que são fontes de vitaminas, fibras e minerais.

Muitas vezes quando temos o hábito de comer fora de casa, caímos na tentação dos fast foods. Para evitar que isso aconteça e para que você tenha uma refeição realmente saudável, que tal preparar suas refeições em casa e levar para o trabalho? Dessa maneira você economiza dinheiro e se alimenta melhor, uma vez que escolhe os ingredientes e ainda evita que sua refeição tenha excesso de sal, por exemplo, e ainda garante que os alimentos sejam bem higienizados antes do preparo.

Chegou a hora do jantar e você está morto de fome após um dia cansativo de trabalho? Tome cuidado e evite refeições muito pesadas neste horário.

Almoçar olhando o computador ou celular são práticas comprovadamente nocivas à saúde.

Aproveite também a hora das refeições para relaxar e descansar a mente.

Além da alimentação é importante beber água. Para você incorporar este hábito uma dica é sempre ter na sua mesa de trabalho uma garrafinha cheia, pois assim você não precisa se levantar toda hora para encher um copo de água.

Tenha um tempo só para você

Nada melhor do que ter um momento de respiro, renovar as energias e dar um gás para continuar o trabalho.

Não fique esperando o final de semana chegar para fazer as coisas que gosta. Separar um tempinho durante a semana para assistir a uma série, ler, passear na praia, passear com seu cachorro, cozinhar ou praticar um esporte pode te trazer felicidade, paz e aumentar o seu rendimento no trabalho, pois você descansa a cabeça e trabalha com mais motivação e energia.

A leitura pode te distrair e ensinar coisas para a vida; escrever é uma forma de autoexpressão poderosa, onde você exercita o raciocínio e criatividade; a jardinagem pode trabalhar a sua paciência e trazer relaxamento; fazer trilhas pode trazer benefícios do contato com a natureza; a dança pode extravasar o estresse; yoga e meditação trazem foco e relaxamento; o trabalho voluntário faz você compreender a situação do próximo.

Portanto, quando estiver em tempo livre, evite gastar esse tempo na Internet ou televisão. Aproveite de verdade esses momentos com sua família e amigos e faça atividades para se desligar do trabalho. Que tal compartilhar uma refeição com a família? Que tal conhecer pessoas novas por meio dos seus hobbies? A ideia é diversificar sempre!

Faça do seu hobby um momento sagrado e não deixe que outros compromissos, profissionais ou pessoais, atrapalhem a sua prática.

Alguns empreendedores acreditam que quanto mais tempo passam no trabalho, melhores são os resultados, mas isso nem sempre é uma verdade definitiva. O ideal é encontrar um equilíbrio.

Faça pausas no trabalho

Trabalhar horas e horas seguidas pode fazer mal à saúde. Além disso, realizar uma mesma tarefa ininterruptamente acaba com a mente cansada e com menos criatividade para solucionar problemas. Portanto, faça pausas para se alongar, fazer automassagem, ouvir uma música em um local mais calmo, beliscar uma fruta, bater um papo com um amigo de trabalho. Esses poucos minutos fazem uma grande diferença na sua produtividade e na sua saúde. Movimentar-se a cada 30 minutos também pode diminuir o impacto do sedentarismo.

Mas quanto tempo deve durar a pausa? Estudiosos afirmam que 15 minutos é o suficiente.

Mais algumas dicas para fazer pausas produtivas: evite ficar olhando o celular, vídeos no YouTube, enfim, continuar utilizando o computador. Não fique sentado na hora da pausa: levante-se e movimente-se. Evite fazer pausas apenas quando estiver cansado, evite ir com tudo e gastar toda a sua energia de uma vez.

Simplesmente descanse

Coloque na sua agenda diária espaços de tempo para simplesmente descansar. Mesmo que seja literalmente deitar e não fazer nada, um momento de ócio também é importante. Permita-se relaxar. Assim você trabalha melhor e tende a ser mais criativo. Você irá se surpreender como é fácil ser criativo quando não está tentando ser.

Benefícios para as empresas

Falamos muito sobre os benefícios de conciliar diferentes áreas da vida para os profissionais, mas quem também sai ganhando com isso são as empresas. Afinal, um funcionário sobrecarregado pode comprometer as metas da empresa já que não consegue realizar as tarefas como devia. E muitas vezes a culpa é da empresa por exigir um grande volume de trabalho, prazos curtos e metas inatingíveis. Ou seja, é responsabilidade da empresa encontrar maneiras de evitar a sobrecarga na rotina dos funcionários, bem como auxiliá-los nos seus desafios e vida pessoais. E se você é um líder, saiba que uma de suas obrigações é ajudar os outros.

Algumas empresas inclusive já possuem em suas infraestruturas locais de apoio à família, salas de aleitamento materno, serviços de babysitting e proporcionam ao trabalhador programas de coaching, gestão de carreira, saúde e bem-estar.

Síndrome de burnout

Trata-se de um transtorno ligado ao esgotamento de energia durante o trabalho, devido a uma demanda muito grande, pressão dos gestores e auto cobrança exagerada, por exemplo. Nesse caso, os indivíduos e suas saúdes não são respeitados. O que acontece é que todas as pessoas possuem seus limites físicos e mentais, e quando trabalham excessivamente, mais cedo ou mais tarde o corpo vai pedir descanso, a mente dará sinais de exaustão e a produtividade irá cair.

Outro fator que contribui para o desenvolvimento do transtorno é quando a pessoa também se vê diante de problemas em casa, com a família e relacionamentos. Isto só potencializa ainda mais o desenvolvimento do burnout.

Outro problema é que muitas pessoas com o transtorno acabam buscando um alívio nas drogas e no álcool, o que prejudica mais ainda a saúde.

Se você começou a identificar alguns sintomas da síndrome, principalmente alguns mais graves como depressão, é altamente recomendável que se procure um médico e um psicólogo.

Cerca de 30% dos brasileiros sofrem com o transtorno e a maioria deles são os famosos workaholics.

Como você já viu no texto, algumas maneiras de combater a síndrome de burnout é por meio de atividades físicas, meditação, exercícios de respiração e tudo aquilo que traz relaxamento à pessoa.

Síndrome de boreout: quando o problema é o oposto

Enquanto algumas pessoas se veem sobrecarregadas e estão sempre procurando maneiras de evoluir e lidar com problemas no trabalho, também pode acontecer o oposto. A falta do que fazer e a incompatibilidade de funções podem levar ao tédio extremo. Assim o funcionário sente-se desvalorizado e desestimulado porque não lhe dão tarefas para fazer ou então porque as tarefas não condizem com o seu perfil e formação profissional. Esta situação também pode levar a um descontentamento profundo.

Gostou do texto e ainda não leu a parte 1? Clique aqui para ler!

Referências

blog.unifoa.edu.br/vida-equilibrada/

oneflow.com.br/5-dicas-para-voce-conciliar-trabalho-e-familia-e-ter-uma-vida-mais-saudavel/

noticiasconcursos.com.br/saude-mental-e-trabalho/

brasilcursinhos.org/blog/como-conciliar-produtividade-e-saude-em-tempos-de-quarentena/

blog.refuturiza.com.br/5-dicas-para-conciliar-trabalho-e-saúde

blog.vidaclass.com.br/guia-pratico-saiba-como-conciliar-trabalho-familia-e-saude/

unimedriopreto.com.br/blog/saude-e-qualidade-de-vida-no-trabalho/

jrmcoaching.com.br/blog/saude-mental-e-trabalho/

conquistesuavida.com.br/noticia/trabalho-lazer-e-descanso-como-organizar-o-tempo-para-aproveitar-o-dia_a6597/1

psicologiadockhorn.com/blog/excesso-de-trabalho-e-familia-como-conciliar/

conexasaude.com.br/blog/como-conciliar-uma-boa-alimentacao-com-a-vida-corrida-no-trabalho/

bellunotec.com.br/blog/6-dicas-essenciais-para-equilibrar-trabalho-e-vida-pessoal/

blogcarreiras.cruzeirodosuleducacional.edu.br/vida-profissional-e-pessoal/

blog.mackenzie.br/vestibular/guia-de-profissoes/5-passos-simples-para-conciliar-a-vida-pessoal-e-profissional/

ciadeestagios.com.br/conciliar-vida-pessoal-e-profissional/

jrmcoaching.com.br/blog/como-conciliar-vida-pessoal-e-profissional/

alento.pt/noticias/Como-conciliar-a-Vida-Profissional-e-Familiar

deskcoworking.com.br/separar-vida-pessoal-e-profissional/

ibe.edu.br/7-medidas-para-tomar-se-voce-esta-sobrecarregada-no-trabalho/

michaelpage.com.br/advice/carreira-profissional/desenvolvimiento-de-carreira/sobrecarregado-no-trabalho-dicas-de-como

blog.runrun.it/sobrecarga-de-trabalho/

administradores.com.br/noticias/10-dicas-para-nao-se-sentir-atarefado-e-sobrecarregado

jrmcoaching.com.br/blog/entenda-por-que-tirar-ferias-uma-necessidade-psicologica/

administradores.com.br/artigos/pensar-so-em-salario-nao-garante-o-sucesso-na-carreira

xerpay.com.br/blog/pausas-no-trabalho/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 28 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*