Saiba mais sobre reciclagem de madeira

Diminuição de impactos

A reciclagem de madeira proporciona a preservação de árvores em florestas, além da economia de energia. A redução do seu descarte em aterros sanitários e lixões também faz parte do objetivo da reciclagem deste material.

História

A ideia da reciclagem começou a ser difundida na década de 90 por causa da intensificação das questões como desmatamento e mudanças climáticas.

Quais tipos de resíduos podem ser reciclados?

Estamos falando aqui de uma grande diversidade de objetos de madeira. Galhos, troncos de árvores, caixotes, embalagens, móveis, ripas da construção civil, dormentes de linhas ferroviárias, paletes, madeiras de demolição e madeiras em geral.

No que podem ser transformados?

As lascas de madeira como resultado final da reciclagem podem ter diversas utilidades:

Energia térmica: este é o grande mercado da reciclagem de madeiras. Quanto menor a umidade da madeira, maior o seu potencial calorífico (pois assim perde-se menos calor para secar a madeira). E a madeira reciclada possui em média uma umidade de 12% a 20%, enquanto que a madeira extraída de eucaliptos e pinus tem umidade média de 35% a 40%.

Assim sendo, o material é amplamente utilizado pela indústria em caldeiras de combustão, gerando vapor e também energia elétrica.

Biogás: a fonte desse tipo de energia é mais limpa que as outras. São utilizados no processo madeira em tora, serragem, briquetes de madeira e cavacos que passam pelo processo de pirólise ou biodigestão, ocorrendo decomposição de matéria orgânica com pequena ou nenhuma presença de oxigênio. Assim são transformados em biogás.

Matéria-prima para construção civil: a construção civil é um dos ramos que mais gera resíduos de madeira, portanto, também é uma das que mais utiliza o recurso. Logo, é o destino da madeira reciclada que não pode ser utilizada por outras indústrias. Na construção, podem ser usadas para acabamentos de arquitetura, pisos e outras composições capazes de serem incorporadas ao imóvel.

Matéria-prima para artesanato: basta adicionar um pouco de criatividade e temos aí uma ótima forma para aproveitar a madeira reciclada. Sem falar na geração de renda para a população local.

Aquecimento de fornos e caldeiras: são insumo para se fazer churrasco, pizza e fornos de padaria.

Serragem e poda: são muito utilizadas no processo da compostagem pois quando misturada aos resíduos orgânicos retém umidade e são fontes de carbono e nitrogênio.

Paletes: servem para otimizar o transporte de mercadorias na medida em que permitem que a carga e descarga dos caminhões sejam feitas de maneira mecanizada, com empilhadeiras.

Madeira de demolição 

O grande benefício da utilização das madeiras de demolição é a qualidade do material, pois é resistente, forte e durável. Tratam-se de madeiras antigas que eram feitas de espécies como Jacarandá, Ipê e Peroba Rosa. A madeira de demolição atualmente é um material de luxo!

Antigamente a maioria dos móveis e produtos de madeira eram feitos com madeira de alta qualidade, mas que hoje em dia são protegidas por lei. Logo, a reutilização dessa madeira é de enorme interesse e possui alto valor. Para se ter uma ideia, até os dormentes antigos (a madeira usada sob os trilhos das ferrovias) eram feitos de madeiras nobres – árvores que demoram décadas para atingir o seu porte adulto.

Estas peças também carregam um valor histórico, pois são provenientes de casarões antigos, por exemplo.

Vale a pena lembrar que a madeira de demolição é oriunda da demolição de casas antigas, de diversas partes do Brasil.

O seu valor está associado a durabilidade quase infinita e pelo fato de ser mais resistentes a cupins e outras pragas afins.

Como destinar para a reciclagem

Móveis de madeira, diferente de outros materiais menores, não devem ser descartados juntamente com os recicláveis comuns. O ideal é entrar em contato com a Prefeitura (telefone 1746) ou ONGs que recebem este tipo de doação.

Muitas empresas especializadas no ramo costumam cobrar preços não muito acessíveis para pessoas físicas, sendo uma melhor opção para as empresas. Porém, o que vem acontecendo recentemente é que muitos seguros residenciais já incluem a coleta e reciclagem de madeira no orçamento, logo é acessível para pessoas físicas.

Por lei, todos que trabalham no setor madeireiro precisam oferecer uma destinação final ambientalmente adequada para seus resíduos.

O site eCycle mostra locais de reciclagem próximos ao seu CEP!

Upcycle

Ao invés de destinar a reciclagem, você também pode reaproveitar itens, como caixotes de madeira, para usar como suporte de livros, estantes, camas, armários e estrado de sofás. Confira mais ideias legais!

Agradecimento

Este texto foi produzido com o suporte de Leandro Terra da empresa de reciclagem de madeira Chacovaco (www.chacovaco.com.br)

Referências

meioambiente.culturamix.com/reciclagem/reciclagem-de-madeira

meioambiente.culturamix.com/recursos-naturais/como-e-feita-a-reciclagem-da-madeira

aecweb.com.br/revista/materias/reciclagem-de-madeira-evolui-de-maneira-rapida-mas-desorganizada/17011

ideahome.com.br/blog/blog.html?blog_id=32

decorfacil.com/madeira-de-demolicao/

aecweb.com.br/revista/materias/madeira-de-demolicao-confere-estetica-e-sustentabilidade-a-ambientes-internos/7268

​​vgresiduos.com.br/blog/como-empreender-e-lucrar-com-a-reciclagem-de-residuos-de-madeira/

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 28 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

1 Comment

  1. Como sempre, um excelente e rico texto elaborado pela galera do Ciclo orgânico.
    Têm um meu total respeito e admiração!
    Abraços

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*