As 7 perguntas mais comuns sobre compostagem

Quando pensamos em “compostagem”, sabemos (“ah, mas nem todo mundo sabe!” ok, me refiro àqueles que já ouviram falar) que é uma técnica onde transformamos os restos de comida em adubo, uma matéria orgânica rica em nutrientes. Porém, mesmo sabendo o básico sobre o assunto, ainda há muitas dúvidas, e é isso que venho compartilhar com vocês neste artigo!

Descubra aqui com a gente as 7 perguntas mais frequentes sobre compostagem.

1- Gera mau cheiro na minha composteira?

Então, o cheiro está relacionado ao modo que você faz a sua compostagem, se você colocar as medidas certas de materiais secos (folhas secas e serragem) e materiais úmidos (restos de verduras, legumes, frutas etc) não gera nenhum cheiro. O segredo está na boa mistura. Aqui no Ciclo Orgânico, as pessoas separam os resíduos em um baldinho de 12L, e sempre que possível questionam sobre o cheiro e a questão é: alimentos crus, cascas, restos de pão/bolo/guardanapo/sachês de chá/borra de café não dão cheiro, porém, se você misturar restos de comida cozida junto com os crus, é possível que gere mau cheiro. E por isso, sempre sugerimos que a pessoa congele os seus cozidos e no dia da coleta coloque no baldinho! ☺

2- O que pode ir para a compostagem?

Quase tudo é compostável! Aproximadamente 60% dos seus resíduos podem ir para o baldinho, que é a fração orgânica. Cascas e restos de frutas, verduras e legumes são os resíduos mais comuns, mas além deles você também pode colocar a borra de café e o filtro, o saquinho de chá, guardanapo, papel toalha, folhas, flores, sementes e caroços. Alguns resíduos menos comuns são: palito de fósforo, hashi da comida japonesa, farinha de tapioca, resíduos do apontador de lápis e por aí em diante.

Veja a lista completa de tudo o que pode aqui!

3- Já ouvi falar que os alimentos cítricos não podem ir para a compostagem, é verdade?

Outra dúvida bastante comum é sobre o alho, a cebola e os alimentos cítricos. Quando a compostagem é realizada utilizando minhocas, eles realmente devem ser evitados devido à sua acidez. Mas como utilizamos microrganismos, esses alimentos podem ir pro baldinho sem problemas!

4- O que não posso separar para a compostagem?

Não podem: os recicláveis, vidros, óleos, gorduras, tinta, cola, pano de chão, talheres, cápsulas de café que não sejam compostáveis, fitas de plástico (aquelas que ficam nos legumes também!), cartelas de remédio, luvas plásticas, entre outros.

5- Quanto tempo demora para o adubo ficar pronto?

Para que o adubo fique pronto, é necessário um trabalho de 4 meses, se feito com micro-organismos. Caso seja realizado a compostagem com minhocas, é necessário um tempo de 3 meses até o produto final.

6- Gera chorume na compostagem?

Como citei anteriormente, há duas possibilidades de fazermos compostagem: com micro-organismos ou com minhocas. E por isso, elas se diferenciam por diversos aspectos, entre eles a produção de chorume. Nas composteiras em grande escala (que é o nosso caso) há um processo natural de fermentação, que ocasiona o aumento da temperatura, com picos entre 70ºC e 75ºC (sim, esquenta e muito) e assim, o que seria produzido como chorume, se torna uma vaporzinho muito bacana que sai de dentro das composteiras. Já no minhocário há a produção de chorume, e dependendo do tamanho da composteira e a quantidade de resíduo compostado por semana, chega a gerar mais de 2L de chorume/mês. E esse chorume também é altamente nutritivo para as plantas, e é necessário dilui-lo em água, de 1/30. Você pode baixar o nosso e-book sobre compostagem e saber mais detalhes sobre o assunto.

7- Se eu fechar o Ciclo e pedir o meu baldinho, posso colocar cozidos e crus?

Siiim! Aqui você pode colocar mais de 70 itens diferentes, entre os crus e os cozidos (este pedimos que congele e no dia da coleta coloque no baldinho para não gerar mau cheiro ou proliferação de bichinhos). Saiba mais sobre tudo o que pode compostar! ♥

Dúvidas ou sugestões? Deixe aqui nos comentários e compartilhe conosco! #FecheOCiclo

Clique aqui ou na imagem abaixo para conhecer ou comprar o nosso saco de 20 Kg de Composto Orgânico.

Composto Orgânico (adubo)
Composto Orgânico (adubo)
Avatar
Autor:
Thamyris Soliva
Sobre:
Thamyris Soliva, 27 anos, carioca, apaixonada pela natureza, panificação artesanal e afins, e principalmente pelos animais! Publicitária, esposa do Lucas e mais um braço do Ciclo Orgânico desde 2015.
Mais artigos de: Thamyris Soliva

3 Comments

  1. Parabéns pelos textos explicativos. É muito importante que sejam sempre divulgadas as questões da compostagem, pois não são de conhecimento geral, além de que o costume de separar o lixo para compostagem ainda não ser tão difundido e praticado. Eu gosto muito de ler os artigos, que me mandam por e-mail, pois me ajudam a diminuir a minha ignorância em relação a esse assunto e me ajuda ainda mais a identificar os itens que posso colocar no meu baldinho. Estou amando fazer parte desse projeto e desejo muito sucesso para vocês, nessa importante empreitada!!!!

  2. Muito obrigada! Essa matéria está super esclarecedora, me ajudou tirar algumas dúvidas sobre fazer no balde, eu já estava fazendo mas não sabia se deveria continuar porque não sabia se estava fazendo certo , eu fazia um tempo atrás no solo colocando os materiais cobria com terra colocava o material cobria com a terra e depois deixava lá se decompondo mas agora não tenho mais quintal de terra e estou fazendo no balde eu tinha dúvida se precisava de mais oxigênio deixando no ar livre ou se deixa o balde fechado ou aberto etc. Eu ia desistir de continuar fazendo mas agora com essas informações pretendo continuar fazendo pois me sinto em paz contribuindo com a natureza 😃🌻 amo qualquer assunto relacionado aos cuidados da natureza ,muito obrigada!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*