As 7 perguntas mais comuns sobre compostagem

Quando pensamos em “compostagem”, sabemos (“ah, mas nem todo mundo sabe!” ok, me refiro àqueles que já ouviram falar) que é uma técnica onde transformamos os restos de comida em adubo, uma matéria orgânica rica em nutrientes. Porém, mesmo sabendo o básico sobre o assunto, ainda há muitas dúvidas, e é isso que venho compartilhar com vocês neste artigo!

Descubra aqui com a gente as 7 perguntas mais frequentes sobre compostagem.

1- Gera mau cheiro na minha composteira?

Então, o cheiro está relacionado ao modo que você faz a sua compostagem, se você colocar as medidas certas de materiais secos (folhas secas e serragem) e materiais úmidos (restos de verduras, legumes, frutas etc) não gera nenhum cheiro. O segredo está na boa mistura. Aqui no Ciclo Orgânico, as pessoas separam os resíduos em um baldinho de 12L, e sempre que possível questionam sobre o cheiro e a questão é: alimentos crus, cascas, restos de pão/bolo/guardanapo/sachês de chá/borra de café não dão cheiro, porém, se você misturar restos de comida cozida junto com os crus, é possível que gere mau cheiro. E por isso, sempre sugerimos que a pessoa congele os seus cozidos e no dia da coleta coloque no baldinho! ☺

2- O que pode ir para a compostagem?

Quase tudo é compostável! Aproximadamente 60% dos seus resíduos podem ir para o baldinho, que é a fração orgânica. Cascas e restos de frutas, verduras e legumes são os resíduos mais comuns, mas além deles você também pode colocar a borra de café e o filtro, o saquinho de chá, guardanapo, papel toalha, folhas, flores, sementes e caroços. Alguns resíduos menos comuns são: palito de fósforo, hashi da comida japonesa, farinha de tapioca, resíduos do apontador de lápis e por aí em diante.

Veja a lista completa de tudo o que pode aqui!

3- Já ouvi falar que os alimentos cítricos não podem ir para a compostagem, é verdade?

Outra dúvida bastante comum é sobre o alho, a cebola e os alimentos cítricos. Quando a compostagem é realizada utilizando minhocas, eles realmente devem ser evitados devido à sua acidez. Mas como utilizamos microrganismos, esses alimentos podem ir pro baldinho sem problemas!

4- O que não posso separar para a compostagem?

Não podem: os recicláveis, vidros, óleos, gorduras, tinta, cola, pano de chão, talheres, cápsulas de café que não sejam compostáveis, fitas de plástico (aquelas que ficam nos legumes também!), cartelas de remédio, luvas plásticas, entre outros.

5- Quanto tempo demora para o adubo ficar pronto?

Para que o adubo fique pronto, é necessário um trabalho de 4 meses, se feito com micro-organismos. Caso seja realizado a compostagem com minhocas, é necessário um tempo de 3 meses até o produto final.

6- Gera chorume na compostagem?

Como citei anteriormente, há duas possibilidades de fazermos compostagem: com micro-organismos ou com minhocas. E por isso, elas se diferenciam por diversos aspectos, entre eles a produção de chorume. Nas composteiras em grande escala (que é o nosso caso) há um processo natural de fermentação, que ocasiona o aumento da temperatura, com picos entre 70ºC e 75ºC (sim, esquenta e muito) e assim, o que seria produzido como chorume, se torna uma vaporzinho muito bacana que sai de dentro das composteiras. Já no minhocário há a produção de chorume, e dependendo do tamanho da composteira e a quantidade de resíduo compostado por semana, chega a gerar mais de 2L de chorume/mês. E esse chorume também é altamente nutritivo para as plantas, e é necessário dilui-lo em água, de 1/30. Você pode baixar o nosso e-book sobre compostagem e saber mais detalhes sobre o assunto.

7- Se eu fechar o Ciclo e pedir o meu baldinho, posso colocar cozidos e crus?

Siiim! Aqui você pode colocar mais de 70 itens diferentes, entre os crus e os cozidos (este pedimos que congele e no dia da coleta coloque no baldinho para não gerar mau cheiro ou proliferação de bichinhos). Saiba mais sobre tudo o que pode compostar! ♥

Dúvidas ou sugestões? Deixe aqui nos comentários e compartilhe conosco! #FecheOCiclo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Assine a nossa newsletter

Cadastre-se para receber mais informações e ficar por dentro de todas as nossas novidades!