Os melhores caminhos para encontrar a paz interior – Parte 2

Seja criança

Conforme a sociedade o molda para se tornar adulto, algumas características das crianças são deixadas de lado como brincar, sorrir, pular e surpreender-se com o novo. Que tal brincar com o seu cachorro? Ou então brincar com o balanço no parque?

Crianças fazem amigos de uma forma muito rápida, enquanto os adultos perdem tempo selecionando as pessoas com que querem ser amigos. Faça amigos como as crianças!

A criatividade pode ser um aliado da paz interior. As crianças são seres extremamente criativos: um pedaço de madeira pode ser uma espada, um cobertor pode se transformar em uma cabana.

Ser espontâneo também pode te livrar de preocupações, principalmente com o que os outros acham do seu jeito de ser ou das coisas que fala. Seja criança e viva de forma espontânea!

Crianças são seres sonhadores! Esqueça os limites e sonhe como elas!

Escreva as coisas que estão te incomodando

Você conhece a escrita terapêutica?

A ideia é escrever em um papel tudo o que vem à cabeça sem ter um leitor direcionado. Isto traz alívio, é uma maneira de pôr para fora o que dói e incomoda, sem receio de ser mal julgado ou mal interpretado por pessoas do convívio.

Escreva sem se preocupar com a estrutura e a gramática, o intuito é que você escreva de uma forma natural.

O primeiro passo para resolver um problema é identificar o que realmente te aflige. Passar essas coisas para o papel nos ajuda a ter um melhor entendimento sobre elas. Escreva também as coisas boas.

Um estudo feito pela Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, constatou que pacientes com câncer tiveram aceleração na recuperação quando passaram a escrever os sentimentos.

Perdoe a si mesmo

É preciso nos aceitar como criaturas imperfeitas e ter humildade para admitir isso. Todos estamos em construção. Todos estamos aprendendo. Ninguém vai sair dessa vida isento de erros.

Faça um esforço para admitir os erros e você pode aprender muito tentando corrigi-los, o que vai te tornar uma pessoa melhor. Não se trata de esquecer ou omitir os erros ,mas sim admiti-los e tomar uma atitude. Depois disso siga em frente e tente não repetir o erro! Ou seja, não fique remoendo os seus erros e os fatos passados, uma vez que aprendeu com eles, siga em frente e comece a pensar no presente e no futuro.

Faça uma reflexão sobre os seus erros. O que te levou a isso? O que você pretendia com essa ação? Assim você pode entender o que está precisando e vai te ajudar a não repetir o erro.

A ideia é se afastar de qualquer tipo de negatividade.

Seja grato

Olhe ao seu redor, você já parou para pensar nas coisas boas que tem?

Aprenda a olhar tudo o que tem com gratidão e agradeça a si mesmo por tudo o que conquistou, suas qualidades e inclusive tudo de ruim que não te aconteceu. Tire o foco da ausência e ponha na presença.

Você pode praticar a gratidão de diversas formas. Que tal acordar, anotar ou dizer a si mesmo 5 coisas boas que aconteceram no dia passado? Pode ser uma conquista no trabalho, ou então alguma coisa simples como um elogio feito pela pessoa que ama, uma refeição saborosa feita pela avó, uma conversa com um desconhecido que correu bem, a vitória do seu time, qualquer coisa, mas algo que lhe faça sentir bem.

Uma ideia legal é anotar em uma lousa ou qualquer lugar que você possa visualizar diariamente motivos pelos quais você é grato, e assim fortalecer a mensagem na sua cabeça, o que vai fazer você se sentir melhor. Você também pode colocar fotos de pessoas da família em sua mesa de trabalho ou em um mural no seu quarto, assim você também terá gratidão.

Transforme sua gratidão em ações. Que tal começar pelas pessoas que você ama? Diga a elas algo carinhoso, dê um presente simbólico, mostre o quão grato você é por tê-las em sua vida. Assim você fortalece laços e proporciona momentos de felicidade.

Ao conseguir ter gratidão frequentemente em sua vida você experimenta emoções mais positivas, dorme melhor, tem mais compaixão e bondade e até mesmo seu sistema imunológico fica mais forte.

Seja você mesmo

Tentar ser outra pessoa que não seja você é uma tarefa muito complicada e que não vale a pena perseguir. Sendo você mesmo, aceitando seus defeitos, é libertador e deixa sua cabeça muito mais leve sem ter que se preocupar em ser outra pessoa.

Além disso, é muito importante não ficar se comparando com outras pessoas, afinal, cada um tem o seu caminho. Quando você compara a sua realidade com a de outra pessoa, isso quebra a sua paz interior.

Já parou para pensar que é muito comum ouvir por aí que devemos alcançar a felicidade, mas ninguém nos diz como? Isto se deve ao fato de que cada um tem o seu caminho e a sua realidade, por isso não existe receita para a felicidade.

Muitas de nossas características são originadas a partir da nossa infância e coisas que aconteceram conosco nessa época. Porém, saiba que é possível mudar defeitos da sua personalidade e se transformar em uma pessoa melhor e com características que você deseja ter. Aceitar alguns defeitos também é afirmar a sua personalidade, afinal ninguém é perfeito.

Pare de se comparar com outras pessoas. Ou então tente fazer isso em um nível saudável, ou seja, não há problema nenhum em querer ter um pouco de outra pessoa em sua personalidade e admirar qualidades dos outros. O problema é quando você não consegue ficar sem se comparar com outras pessoas e isso se torna uma compulsão.

Tente não se importar com o que as pessoas acham de você. Isso só vai te trazer preocupações e angústia.

Não pense só em dinheiro

O dinheiro é muito importante para suprir nossas necessidades básicas. No entanto, há alguns aspectos da vida que ele jamais será capaz de preencher. O dinheiro não compra amor, amizade e respeito. Ele não faz você se sentir completo.

​​Deixe espaço para estimular os seus conhecimentos, para fortalecer os seus valores e para praticar a sua espiritualidade.

Pratique o bem

Praticando o bem isso tem efeito de volta para você. Seja ajudar uma pessoa, fazer um trabalho voluntário, doar roupas, praticar ações sustentáveis como reciclar lixo ou fazer compostagem. Pratique a gentileza e você estará fazendo um bem a si mesmo e aos outros.

Gostou de ler o texto mas ainda não viu a Parte 1? Clique aqui para acessar!

Referências

awebic.com/paz/

osegredo.com.br/10-maneiras-para-encontrar-a-sua-paz-interior/

amenteemaravilhosa.com.br/relaxar-mente-mais-paz-interior/

jrmcoaching.com.br/blog/como-viver-em-paz-10-atitudes-essenciais/

pensador.com/conselhos_para_alcancar_a_paz_interior/

br.psicologia-online.com/como-ser-feliz-e-encontrar-paz-interior-649.html

contioutra.com/4-regras-de-vida-para-alcancar-paz-interior-de-acordo-com-o-tao/

evolucaopessoal.com.br/o-poder-do-pensamento-positivo

vidasimples.co/transformar/ideias-para-simplificar-a-vida-agora-mesmo/

engrandece.com/como-viver-o-presente/

conquistesuavida.com.br/noticia/paciencia-e-uma-virtude-veja-7-dicas-para-trabalhar-a-sua-calma-no-dia-a-dia_a4231/1

psicanaliseclinica.com/como-ter-paciencia/

ibccoaching.com.br/portal/relacionamento/10-dicas-essenciais-para-desenvolver-bons-relacionamentos/

vittude.com/blog/otimismo/

blog.funstock.com.br/crianca-10-coisas-que-desaprendemos-depois-de-adultos/

br.psicologia-online.com/como-se-perdoar-494.html

ibccoaching.com.br/portal/motivacao-pessoal/10-acoes-para-praticar-a-gratidao/

universia.net/br/actualidad/vida-universitaria/10-dicas-ser-voce-mesmo-953231.html

Matheus Chiabi
Autor:
Matheus Chiabi
Sobre:
Matheus Chiabi, 28 anos, formado em publicidade. Gosta de escrever, fotografia, futebol e cerveja.
Mais artigos de: Matheus Chiabi

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*